O Google Pixel é um HTC One A9 modificado?

Facebook
VKontakte
share_fav

google-pixel

O Google renovou sua linha de smartphones com seus novos Pixel e Pixel XL, dispositivos vendidos como “100% made by Google”: embora fabricados pela HTC, o seu design interior e exterior foi todo planejado por Mountain View e a companhia taiwanesa seria apenas a manufatura, numa relação semelhante à mantida entre a Apple e a Foxconn.

Ou assim se pensava. Olhares mais atentos notaram uma extrema semelhança entre o Pixel e outro aparelho da HTC, o One M9.

O primeiro indício de que algo estava esquisito nessa história surgiu quando David Pierce, jornalista da Wired revelou em um recente episódio de podcast o seguinte: fontes lhe confirmaram que o Pixel teve uma janela de desenvolvimento de ridículos nove meses, o que é um tempo deveras curto para se fazer qualquer coisa (a Samsung que o diga). Para se ter uma ideia, o normal dentro da divisão ATAP do Google, por herança da DARPA é de manter um projeto por 18 meses. Não que isso tenha dado muito certo no caso do Ara, mas essa era a norma.

Segundo Pierce, o Pixel carece de coisas hoje básicas como certificação IP (proteção contra água e poeira) porque a equipe não teve tempo de implementar nada mais complexo do que o básico necessário para apresentar um dispositivo Android puro digno de suceder a linha Nexus. De acordo com as fontes, o Google jogou um projeto no lixo no fim de 2015 porque a Huawei, até então a responsável pelos dispositivos ter se recusado a ser meramente uma montadora. As negociações consumiram tempo precioso e quando o CEO da companhia chinesa Richard Yu encerrou o acordo, o Google ficou com apenas nove meses para finalizar o smartphone; após fechar com a HTC, o pouco tempo disponível obrigou Mountain View a adotar a estratégia “sebo nas canelas”.

Só que o pessoal deu uma exagerada. Embora os Pixel sejam smartphones bem atraentes e com especificações bem interessantes, eles não seriam tão “made by Google” como o atual chefe da divisão de hardware e ex-CEO da Motorola Rick Osterloh afirma. Na verdade o Google teria adaptado o design de um gadget já existente, no caso o HTC One A9.

a9-vs-pixel-001 a9-vs-pixel-002 a9-vs-pixel-003 a9-vs-pixel-004

O pouco tempo hábil para desenvolver um smartphone 100% do nada aparentemente levou o Google a fazer exatamente o contrário do que afirma, a deixar quase todo o desenvolvimento do Pixel nas mãos da HTC. Basta olhar para as fotos acima: do design aos componentes internos, tudo remete ao gadget chinês mid-high introduzido no mercado um ano atrás. As diferenças ficam por conta do SoC (o Pixel é equipado com o Snapdragon 821, já o A9 vem com o 617), RAM (4 GB vs. 2/3 GB), câmeras e outros componentes, mas a estrutura em si é praticamente a mesma. A HTC só teria remodelado o A9 para o que o Google queria.

Não obstante, o pessoal do XDA Developers está encontrando referências no kernel do Pixel e do Pixel XL, desde cerca de 350 comentários feitos por engenheiros da HTC como a remoção de uma referência, o codinome “HTC Cerberus” (os chineses costumam nomear seus aparelhos durante o processo de desenvolvimento como criaturas da mitologia grega; o próprio Google fazia algo semelhante com a linha Nexus, cada aparelho recebia internamente o nome de um peixe). E para completar, a HTC teria trabalhado no bootchain de ambos aparelhos.

Não é vergonha o Google admitir que ficou sem tempo para criar um aparelho próprio, nem dizer que a HTC foi a grande responsável pela linha Pixel. O que fica feio, no entanto é afirmar que seus novos smartphones são 100% produzidos por ela e que os chineses foram meramente uma montadora, quando está ficando evidente que não foi bem assim que as coisas aconteceram.

Fonte: Ars Technica.

The post O Google Pixel é um HTC One A9 modificado? appeared first on Meio Bit.

ver Meio Bit
#smartphones
#htc
#mentiras
#google pixel
#google pixel xl
#htc one a9
#huawei
#made by google
#mentirinha