Apple diz que, na Amazon, mais de 90% dos acessórios ditos genuínos para seus produtos são falsificados

Photo of Apple diz que, na Amazon, mais de 90% dos acessórios ditos genuínos para seus produtos são falsificados
Facebook
VKontakte
share_fav
Carregador MagSafe 2

A infinidade de opções de acessórios no mundo Apple é um dos principais atrativos para o ecossistema da Maçã, sem dúvidas. O problema é descobrir quais dessas marcas possuem uma boa qualidade, afinal, tudo o que nós não queremos é estragar nossos aparelhos por causa de um acessório defeituoso ou de má construção.

Por isso, muitos preferem gastar um pouco (ou muito) mais e ficar com os acessórios — cabos e carregadores, principalmente — oficiais, fabricados pela própria Apple. Mas e se fabricantes mal-intencionadas tentassem copiar esses produtos e vendê-los como se fossem oficiais? É exatamente o que está acontecendo, como descobriu a Maçã — e na maior loja online do mundo.

Carregador MagSafe 2

O site Patently Apple informa que a Apple abriu um processo contra a Mobile Star LLC, empresa que está fabricando um número enorme de cabos e carregadores como se fossem oficiais de Cupertino — e a maior vendedora destas cópias descaradas na Amazon.com. De acordo com os dados do processo, mais de 90% dos cabos e carregadores “da Apple” vendidos na Amazon (a maior loja online do mundo, como eu disse) são, na verdade, falsificados.

Segundo a Apple, o maior problema é que, além da ululante infração de marca registrada, esses produtos falsificados não passaram por nenhum tipo de teste de segurança e representam risco real aos aparelhos nos quais irão se conectar. Muitos deles são vendidos através da própria Amazon, e não por vendedores terceiros na Amazon Marketplace, como é prática comum na loja (embora muitos consumidores nem percebam isso).

Muitos comentários nas páginas de venda dos acessórios ditos genuínos, inclusive, relatam experiências terríveis com falhas, superaquecimentos e até explosões — o que é absolutamente terrível para a imagem de qualquer empresa, como nós sabemos muito bem.

Enquanto o imbróglio na Amazon não é resolvido — se é que, considerando o tamanho monumental da loja e a aparente falta de controle existente lá sobre quem vende o que nas suas propriedades —, o recomendável é comprar acessórios através de lojas estabelecidas, como a própria Apple Store, e sempre checar a procedência do fabricante. Os selos de MFi (Made for iPod, Made for iPhone e Made for iPad), por exemplo, não estão aí por acaso. Estejamos atentos!

[via Apple World Today]

ver Mac Magazine
#eletrônicos
#processo
#acessório
#amazon
#cabo
#carregador
#falsificado
#falso
#venda