Índia: Wi-Fi livre do Google está sendo usado obviamente para pr0n

Facebook
VKontakte
share_fav

google-station-pr0n

Quando empresas esquecem o principal uso da internet e caem na besteira de fornecer acesso irrestrito gratuito, o mico será pago inevitavelmente. Por incrível que pareça, aquela que aparentemente demitiu o espírito de porco que toda empresa precisa ter foi o Google: o serviço Google Station, que fornece livre acesso em diversas estações de trem da Índia está sendo majoritariamente usado para acesso e consumo de pr0n.

A ideia em si não é ruim. O Google Station foi implantado no país natal de seu CEO Sundar Pichai no ano passado em caráter de testes; 23 estações (de um total de 52 pontos de acesso pelo país; o plano prevê 400 estações cobertas pela parceria) passaram a oferecer pontos de conexão gratuitos para os passageiros que podem degustar de uma internet livre, rápida e sem custos. A intenção de Mountain View, que vive de dados é capitalizar em cima, coletar informações e vender anúncios e serviços para empresas, ao mesmo tempo que retorna recursos melhores para nós, o produto. Embora o Google não seja bonzinho (longe disso), a empresa joga limpo e deixa suas intenções claras desde o início; por conta disso ele é , que tentou oferecer internet grátis na Índia .

Só que a gente não é besta. Sabemos que qualquer oferta de internet gratuita sem limites será “mal” usada, do ponto de vista das companhias. Portanto nem surpreende o resultado de um levantamento realizado pela estatal e parceira RailTel, mostrando que o Google Station está sendo utilizado principalmente para consumo de pr0n. Segundo os dados coletados mais de 80% dos acessos em um ano foram para sites e serviços de conteúdo adulto. A estação de Patna é a campeã de acessos.

Não é a primeira vez que isso acontece e nem será a última. A LinkNYC, outra iniciativa do Google que instalou cabines de Wi-Fi instaladas em Nova Iorque também foram majoritariamente usadas para pr0n. Nem o McDonald’s escapou; a empresa teve que filtrar todo o conteúdo adulto para evitar que consumidores assistissem o mais recente lançamento da Brazzers nas mesas de refeição. E nada me tira da cabeça que o programa de Wi-Fi público presente em várias cidades do Brasil, ainda que a velocidade seja uma lástima vai na mesma pegada.

A RailTel agora entrou em controle de danos, afirma que os dados divulgados são incorretos mas sinceramente, é muito difícil que não reflitam a realidade. Se há acesso livre as pessoas VÃO querer assistir pr0n, é inevitável. O que o Google deveria ter feito desde o início era filtrar conteúdo adulto. Agora, que resolvam a lambança.

Portanto, nunca se esqueçam:

Broadway Classics — The Internet Is For Porn – HQ – Avenue Q – Original Broadway Cast

Fonte: Economic Times.

The post Índia: Wi-Fi livre do Google está sendo usado obviamente para pr0n appeared first on Meio Bit.

ver Meio Bit
#pr0n
#wireless e redes
#acesso à internet
#digratis
#estações
#google station
#grátis
#índia
#railtel
#wi-fi