Filme retrata a primeira geração de travestis brasileiras

Photo of Filme retrata a primeira geração de travestis brasileiras
Facebook
VKontakte
share_fav

Nada foi simples em , dentro e fora das telas, e aí reside o charme e a relevância do documentário. Nele, Leandra relembra a trajetória das travestis que debutaram no Teatro Rival, marco da contracultura no Rio de Janeiro, fundado por seu avô, Américo Leal, e que permanece de portas abertas no centro da cidade, sob o comando da família. A estreia em 1964, ano em que se instaura no país a ditadura militar, foi cercada de temores por conta da censura. Ainda assim, a casa abrigou por décadas espetáculos memoráveis, cujo apogeu, nos anos 70 e 80, a diretora testemunhou na infância ao lado da mãe, Ângela Leal. Com esse olhar afetivo, ela faz um registro histórico da primeira geração de travestis brasileiras, com sensíveis depoimentos das artistas combinados à preparação de um show comemorativo de seus 50 anos no palco.

Seguir leyendo.

ver El País
#sexualidade
#cinema brasil
#travestismo
#documentário
#identidade sexual
#cinema latino-americano