Perdão da pena no Mensalão não tira Dirceu da prisão da Lava Jato

Photo of Perdão da pena no Mensalão não tira Dirceu da prisão da Lava Jato
Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Justiça
Jornal GGN - Após passar 47 meses na prisão, o ex-ministro José Dirceu teve extinta a sua pena da Ação Penal 470, conhecida como mensalão. A decisão foi do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, sustentando que os supostos crimes cometidos na Lava Jato ocorreram até 13 de novembro de 2013, dois dias antes de ser preso no mensalão. Mas Zé Dirceu continuará preso em Curitiba, cumprindo a sentença do magistrado do Paraná, Sérgio Moro.
"Diante das informações prestadas pelo Juiz Federal Sérgio Moro, da manifestação favorável do Procurador-Geral da República e do preenchimento dos requisitos objetivos e subjetivos previstos na legislação e no decreto específico, a hipótese é de concessão de indulto", disse Barroso na decisão.
O ministro lembrou que no dia 29 de fevereiro deste ano, quando Dirceu já estava arrolado nas investigações da Operação Lava Jato, ele negou o pedido de perdão da pena do mensalão, pedindo que aguardasse o desdobramento da Lava Jato.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#ap 470
#barroso
#ministro
#supremo