Líder da oposição promete levar notícia-crime contra Wajngarten à PGR

Facebook
VKontakte
share_fav

O líder da oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), prometeu apresentar notícia-crime contra o chefe da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência da República), Fabio Wajngarten, à PGR (Procuradoria Geral da República).


O motivo é a acusação, feita em reportagem publicada nesta 4ª feira pelo jornal Folha de S.Paulo, de que Wajngarten teria se beneficiado de pagamentos feitos por emissoras com as quais a Secom tem contratos para a empresas das quais ele próprio é sócio.

Além de acionar a PGR, Randolfe disse também que irá pedir a convocação do secretário para prestar esclarecimentos na Comissão de Fiscalização e Controle do Senado. “Ao contrário do que faz o presidente, não vamos aceitar outra denúncia de corrupção contra esse desgoverno ir para debaixo do tapete“, disse o senador, pelo Twitter.

Wajngarten nega irregularidades e diz que se afastou de suas funções nas empresas tão logo assumiu o comando da Secretaria de Comunicação. Também no Twitter, o secretário escreveu: “Certas corporações da grande mídia começaram a me atacar. O intuito final é minar o presidente Jair Bolsonaro. Sabemos disso e não vamos deixar barato. A verdade sempre prevalece!

Outros opositores ao governo Bolsonaro também comentaram a acusação da Folha de S.Paulo. O perfil oficial do Psol classificou o caso como “mamata“. O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), destacou que a legislação proíbe que integrantes do governo mantenham relação com empresas que possam ser afetadas por suas decisões. O senador Humberto Costa (PT-PE) chamou as supostas relações de Wajngarten com emissores de “escandalosas“.

Devido à acusação feita pela reportagem, o Ministério Público de Contas –vinculado ao TCU (Tribunal de Contas da União)– decidiu que vai acionar a Corte na próxima 6ª feira (17.jan.2020) para obrigar a Secom a distribuir as verbas de publicidade do governo federal com base em critérios técnicos.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#psol
#paulo pimenta
#randolfe rodrigues
#humberto costa
#folha de s paulo
#secom
#pgr
#governo
#notícia crime
#congresso
#fábio wajngarten
#secretaria de comunicação da presidência