‘Se for o caso, ligo pro Trump’, diz Bolsonaro ao saber de tarifas sobre aço e alumínio

Photo of ‘Se for o caso, ligo pro Trump’, diz Bolsonaro ao saber de tarifas sobre aço e alumínio
Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente Jair Bolsonaro foi pego de surpresa, na manhã desta segunda-feira 02, ao descobrir que Donald Trump pretende restaurar taxas de importação sobre o aço e o alumínio do Brasil.

“Vou falar com o Guedes hoje. Alumínio? Vou falar com o Paulo Guedes agora. Se for o caso, ligo pro Trump, eu tenho um canal aberto com ele”, disse o presidente na saída do Palácio da Alvorada, segundo reportou a agência de notícias Reuters. “Converso com o Paulo Guedes e depois dou uma resposta, para não ter que recuar”, concluiu.

O anúncio, feito mais cedo por Trump nas redes sociais, acusa o Brasil e a Argentina de desvalorizarem o câmbio intencionalmente a fim de se aproveitarem da alta do dólar. Dessa forma, a importação de aço e alumínio dos países latinos acabaria por prejudicar os americanos.

“A Reserva Federal deve agir da mesma forma para que os países, que são muitos, não tirem vantagem de nosso dólar alto ao desvalorizarem a moeda”, escreveu Trump nas redes sociais. “Isso dificulta muito aos nossos manufatureiros e fazendeiros exportarem seus bens de maneira justa”, acrescentou.

A tarifa sob o aço e alumínio tinha sido aliviada para Brasil e Argentina em agosto de 2018, em um acordo que criou cotas específicas de importação sem uma tarifa adicional caso as empresas comprovassem falta de matéria-prima nos EUA.

Na época, Donald Trump travava mais um episódio da guerra comercial que estabelecera com a China e adotava medidas protecionistas à indústria norte-americana. Ele chegou a considerar a retomada das taxas para o Brasil, mas a decisão foi revista.

ver Carta Capital
#exportação
#aço
#alumínio
#jair bolsonaro
#política
#donald trump