Cúpula do clima tem acordo modesto, sem Brasil e grandes poluidores

Photo of Cúpula do clima tem acordo modesto, sem Brasil e grandes poluidores
Facebook
VKontakte
share_fav

Quase 70 países se comprometeram durante a cúpula do clima organizada pelas Nações Unidas em Nova York a revisar seus planos de corte de emissões de gases de efeito estufa para poder cumprir com os objetivos do Acordo de Paris. Esse pacto estabelece que todos os Estados devem reduzir essas emissões que esquentam o planeta para cumprir um objetivo comum: que o aumento da temperatura (que julga irreversível) fique abaixo de dois graus centígrados em relação aos níveis pré-industriais e, se possível, abaixo de 1,5 graus. Mas, como alertou novamente a ONU, o planeta já está com um aumento de um grau e os planos de corte dos Estados são insuficientes: causarão um aumento de mais de três graus até o final do século. As Nações Unidas calculam que é preciso que os esforços aumentem de três a cinco vezes, mas esse anúncio não aconteceu nesta segunda-feira. Apesar do esforço liderado pela Europa, os outros três grandes poluidores —China, EUA e Índia— não pactaram novas medidas.

ver El País
#relações exteriores
#organizações internacionais
#problemas ambientais
#contaminação atmosférica
#aquecimento global
#contaminação
#mudança climática
#efeito estufa
#cúpulas internacionais
#acordo paris
#cop21
#emissão gases
#cúpula do clima
#conferência mudança climática
#acordos ambientais
#proteção ambiental
#relações internacionais
#meio ambiente
#onu
#jair bolsonaro
#américa
#américa do sul
#brasil
#américa latina