Justiça Federal em SP condena filhos de Paulo Maluf por lavagem de dinheiro

Facebook
VKontakte
share_fav

A juíza Silva Maria Rocha, da 2ª Vara Federal Criminal de São Paulo, condenou 3 filhos do ex-prefeito Paulo Maluf pelo crime de lavagem de dinheiro.

A decisão divulgada nesta 3ª feira (19.jun.2019) vem 12 anos depois de o MPF (Ministério Público Federal) ter apresentado denúncia contra os familiares do político. Leia a íntegra.


A pena imposta ao filho de Maluf, Flávio, é de 8 anos em regime fechado. As filhas Ligia Maluf Curi e Lina Maluf Alves da Silva foram condenadas a 4 anos em regime semiaberto. A decisão é provisória.

A denúncia foi apresentada pelo MPF em 2006. Segundo a procuradoria, a família Maluf realizou movimentações financeiras no exterior de 1997 a 2003 para ocultar a origem de grande parte dos recursos desviados em obras na gestão Maluf na prefeitura da capital paulista (1993-1996).

“Os desvios ocorreram por meio de propinas cobradas principalmente durante a construção da Avenida Água Espraiada, atual Avenida Jornalista Roberto Marinho, na zona sul da cidade. A obra, a cargo das empreiteiras Mendes Júnior e OAS, custou R$ 796 milhões, mais que o triplo do necessário, segundo estimativas de testemunhas”, diz o MP.

De acordo com as investigações, os familiares de Maluf abriram contas em fundos de investimentos ligados a empresas offshores sediadas na Ilha de Jersey e nas Ilhas Virgens Britânicas, 2 paraísos fiscais.

O dinheiro, que também passava por bancos de Nova York, era repatriado a partir da suposta compra de títulos que essas companhias realizavam em favor da Eucatex, empresa da família no Brasil.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#são paulo
#ministério público
#paulo maluf
#brasil