Furnas abre Semana do Meio Ambiente com atrações gratuitas

Facebook
VKontakte
share_fav

A mostra Expo Sustentável abriu hoje (6) a Semana do Meio Ambiente de Furnas edição 2019. Franqueada ao público, a feira está sendo realizada na sede de empresa, subsidiária da Eletrobras, localizada na Rua Real Grandeza, 219, em Botafogo, zona sul da cidade. A feira vai disponibilizar produtos variados e reciclados para venda por entidades parceiras como a Rede ASTA, Papa Cartão, Zum Tecido de Cera, Atelier Bela Bbell e Ecco Mama.

Os participantes da exposição trabalham com a reciclagem de materiais que englobam desde cápsulas de café a retalhos, utilizados para a fabricação de peças usadas no dia a dia das pessoas, como bijuterias e porta-copos, estes feitos a partir de crachás. A Semana do Meio Ambiente de Furnas se estenderá até o dia 11 deste mês.

No sábado (8), um novo evento, também gratuito e aberto à população, terá oficinas que mostram formas de atuar de maneira sustentável em casa e no ambiente empresarial, além de oficinas de criação de brinquedos a partir de material reciclável e contação de histórias, voltadas para o público infantil.

A superintendente de Gestão Ambiental e Fundiária de Furnas, Letícia Costa Manna Leite, informou à Agência Brasil que haverá também sessões de cinema com a exibição de curtas metragens com temática ambiental, que foram cedidos pela organização não governamental (ONG) internacional Greenpeace e pela Secretaria de Cultura do estado de Goiás.

"No sábado, a temática é toda infantil", disse Letícia. A programação será iniciada às 10h e vai até as 14h. A exposição ficará aberta desde hoje à tarde para o púbico interno, formado pelos funcionários de Furnas e prestadores de serviços da empresa e, no sábado, ela será franqueada novamente para o público externo.

ODS 12

Letícia destacou que a temática deste ano da Semana do Meio Ambiente Furnas é voltada para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 12 da Organização das Nações Unidas (ONU), que visa o consumo e produção responsáveis. "Por uma feliz coincidência, a própria ONU colocou como agenda prioritária do mês de junho essa ODS pela relevância desse tema no mundo atual".

A superintendente afirmou que Furnas é protagonista em relação ao tema do consumo e produção responsáveis. Na usina termelétrica de Santa Cruz, por exemplo, Furnas adotou o re-uso da água. Em alguns empreendimentos, como a Subestação de Jacarepaguá e Tijuco Preto, a empresa realiza o aproveitamento da água de chuvas. Em outras unidades, prevalece o uso racional de energia. Na sede, todas as lâmpadas estão sendo trocadas por lâmpadas de Led.

"Essas ações foram premiadas pelo Grupo de Boas Práticas, que é formado por funcionários da área de Superintendência Ambiental e Fundiária, que fomentam essas ações e premiam as melhores". Letícia citou ainda o programa de carona solidária, que disponibiliza um aplicativo que já proporcionou até o momento mais de 350 caronas. "Isso equivale à minimização de lançamento de uma tonelada de gás carbônico na atmosfera. É bem expressivo e tem a adesão dos funcionários". Letícia lembrou que Furnas é signatária do Pacto Global desde 2003 e como tal mantém o foco contínuo em iniciativas para promoção do desenvolvimento sustentável e da cidadania.

Simulação

Na entrada de Furnas, foi colocado farto material representando lixo acumulado. O objetivo é chocar as pessoas mostrando a quantidade de lixo que elas produzem diariamente, para conscientizá-las sobre o destino correto que deve ser dado aos resíduos, de modo que possam refletir sobre esse assunto. A superintendente acrescentou que no sábado, quando pais e crianças poderão visitar a exposição, isso será uma forma de educação ambiental.

"O que a gente quer é mostrar para as crianças e os pais a importância do meio ambiente e a necessidade de se produzir tudo de forma bastante responsável, porque todas as nossas matérias primas são finitas. Então, vamos usar de forma responsável. É uma grande forma de ter educação ambiental", disse.

Atrações

Entre as diversas atrações que a Semana do Meio Ambiente Furnas apresenta este ano está a Oficina Fazenda Urbana e Carpe, que mostra como fazer mudanças sustentáveis em casa e no ambiente do trabalho. A Fazenda Urbana é uma empresa especializada em agricultura urbana vertical, ou seja, ela cria espaços para o cultivo de produtos orgânicos, sem uso de pesticidas, em locais como coberturas de edifícios e casas, galpões e mesmo conteineres vazios.

A Carpe, por sua vez, é uma consultoria especializada em projetos de agricultura, gestão de resíduos e educação ambiental, capaz de apoiar empresas, escolas, condomínios, em projetos ambientais. A informação é da assessoria de imprensa de Furnas.

Uma ótima sugestão para as crianças é a Oficina Brinquedos Recicláveis, que estimula os pequenos e seus pais a criar brinquedos a partir de resíduos e material diverso. A oficina será comandada pela Rede ASTA, que reúne grupos de artesãs de todo o Brasil que, em conjunto com designers profissionais, criam itens de qualidade e bom gosto sustentáveis, com geração de renda e trabalho.

O coletivo Os Tapetes Contadores de Histórias, com mais de 20 anos de atuação, apresenta um repertório de narrativas costuradas com tapetes, painéis, malas, aventais, roupas, caixas e livros de pano. A abordagem é sempre alinhada à reciclagem e re-uso de materiais. O coletivo usa peças de seu acervo de 70 objetos-cenários, composto por tapetes artesanais do projeto Raconte-Tapis, da França; painéis e livros de pano do projeto Manos que Cuentan, do Peru; além de obras costuradas pelo próprio grupo no Brasil.

As sessões de cinema acontecerão em dois horários (12h e 13h). Os curta-metragens têm classificação livre, isto é, sem indicativo de restrição de idade. Cada sessão terá duração de 15 minutos. Um dos filmes é Iluminando Sonhos, do Greenpeace, que mostra a menina Wemelly Barroso Souza, 13 anos, moradora de uma comunidade na Floresta Amazônica, que vive afastada de centros urbanos. No filme, ela conta como o projeto-piloto de mini usinas solares do Programa Luz para Todos, que envolve a instalação de painéis solares para a geração de energia elétrica, impactou na sua vida e de seus vizinhos.

O outro curta é Galus Galus, de Clarissa Duque, da Venezuela. A animação conta a história de um morador de rua de Caracas, Venezuela, que desperta na calçada e perambula em meio ao lixo à procura de garrafas plásticas para ganhar alguns centavos e, assim, poder sobreviver mais um dia e alimentar seu companheiro fiel, que é um galo de estimação, informou a assessoria de Furnas.

ver Agência Brasil
#atrações
#população
#geral
#semana do meio ambiente
#fazenda urbana