4 funções que podem ser feitas pelas máquinas

Photo of 4 funções que podem ser feitas pelas máquinas
Facebook
VKontakte
share_fav
Aplicações de aprendizado de máquina (ML) e inteligência artificial (IA) crescem constantemente no mundo corporativo

Resumo:

  • Otimização dos gastos nas companhias causa transformações na rotina de trabalho com o uso da inteligência artificial;
  • Algoritmos substituem tarefas de processamento de dados, oferecem insights, identificam tendências e informações fora da curva;
  • Inteligência artificial e seus recursos já tomaram conta do chão das fábricas e caminham rumo aos escritórios;
  • A tecnologia vai nas funções dos cargos operacionais ao C-Level.

Como pessoas que esperam que os filhos ou netos nunca dirijam, lemos com interesse uma recente matéria de opinião do “New York Times” que diz que possuir um carro será, em pouco tempo, tão curioso quanto ter um cavalo. Como o autor inteligentemente colocou, “tudo que pode ser digitalizado será digitalizado”. Mas é possível fazer uma pequena atualização nesta fala. Na próxima década, se algo puder ser executado por algoritmos, será. Isto é especialmente verdade no mundo dos negócios, onde o custo é sempre fundamental.

VEJA TAMBÉM: Por dentro da revolução das máquinas

Aplicações de aprendizado de máquina (ML) e inteligência artificial (IA) crescem constantemente no mundo corporativo. Se a tarefa é seleção de candidatos, gerenciamento de inventário, marketing direcionado ou desenvolvimento gerencial, existe um algoritmo. Embora estes nem sempre estejam de fato substituindo os humanos, eles normalmente mudam a forma como trabalhamos – assim como as plataformas e, eventualmente, os carros autônomos, transformam a maneira como viajamos, mesmo se ainda estivermos em carros.

À medida que os algoritmos assumem os negócios, algumas práticas podem se tornar tão antiquadas quanto perfurar um cartão de ponto. Veja, a seguir, alguns exemplos:

1. Revisar currículos

Qualquer um que tenha sido responsável por uma contratação teve que passar por essa terrível tarefa. Os currículos não são envolventes, apenas para começar. Em seguida, adicione a isso o fato de que metade dos candidatos provavelmente está despreparada e qualquer gerente de contratação deve sentir que existem coisas mais importantes para fazer com seu tempo.

Esse é o tipo de tarefa para a inteligência artificial. Com o processamento em linguagem natural, esses currículos podem ser revisados ​​em um piscar de olhos e os 10% com experiência relevante enviados à caixa de entrada do especialista em recrutamento. Se você estiver preocupado com a capacidade de uma máquina analisar as competências de um candidato, considere o fato de que a maioria dos currículos só é revisada pelos humanos por seis segundos.

E AINDA: Aprender a ouvir as máquinas é crucial para o futuro

2. Check-out

Ninguém gosta de ficar na fila para fazer check-out, e muitas pessoas gostam menos ainda de ter que interagir com outro ser humano para comprar a cerveja artesanal e o abacate na mercearia. A Amazon Go está liderando o caminho da automatização com uma combinação de visão mecânica e deep learning, mas também há muitas opções menos sofisticadas, como autoatendimento e pontos de venda automatizados em todo o cenário de varejo. Muito em breve vamos pensar em finalização de compras da mesma forma que fazemos para pedir e pagar um táxi. Me pergunto como é que vivemos sem isso até agora…

3. Uso de planilhas

Embora muitos de nós se orgulhe das proezas que consegue fazer com o Microsoft Excel, isso pode, muito em breve, ser equivalente a mostrar as habilidades em regra de três. Os dados se tornaram mais abundantes e importantes para as corporações, e precisam ser analisados ​​para terem alguma finalidade de uso. Neste ponto, as máquinas estão se tornando rapidamente muito melhores em identificar pontos fora da curva, insights e alertar os líderes sobre as tendências. Um bom analista pode ser especialista em tabelas dinâmicas, mas jamais vai conseguir se comparar ao poder de processamento de uma máquina. Embora seja provável que os humanos conservem seu papel, talvez na identificação das principais métricas de desempenho ou na definição das metas, o verdadeiro processamento de dados é um trabalho cada vez mais volumoso que deve ser delegado a ferramentas de inteligência artificial treinadas.

4. Contratação de consultores

Em que os consultores são ótimos se não no manejo de planilhas? Se as máquinas são capazes de coletar e processar dados, destacar as tendências e informações mais importantes, você realmente precisa desses analistas para recorrer a cada semana com solicitações de dados? Embora ainda possa haver necessidade de ajuda externa, talvez com coaching de liderança ou gerenciamento de mudanças, o papel do processamento de dados provavelmente está chegando ao fim.

É visível como a inteligência artificial vai mudar a maneira como trabalhamos e vivemos, dos níveis mais básicos aos C-Level. Algoritmos estão rapidamente assumindo uma variedade de tarefas. A esperança é que eles nos libertem para trabalhar no que escolhemos, com menos planilhas e currículos, e, assim, possamos viver a vida da melhor forma possível, livres do cara a cara no escritório e das longas filas intermináveis no mercado. Algumas das tarefas que provavelmente serão deixadas para nós, humanos, são aquelas que dependem de nossas melhores capacidades – criatividade, motivação, persuasão e empatia. Estamos ansiosos para ver como será a força de trabalho na próxima década.

LEIA AQUI: 5 previsões de inteligência artificial para 2019

Então, o que você pode fazer na era em que o software está tomando conta do mundo e os algoritmos do que sobrou? Veja, a seguir, algumas sugestões:

1. Acompanhe a evolução

Sua diretoria e seus líderes precisam aceitar o fato de que as máquinas já dominam o chão das fábricas e que agora estão a caminho dos escritórios – tanto no operacional quanto no C-Level e cargos de diretoria. É hora de os líderes aprenderem o básico da tecnologia.

2. Alugue, crie ou compre sua tecnologia

Você não precisa ser um especialista em aprendizado de máquina para adotar algoritmos em sua companhia. Há um número crescente de plataformas que permitem alugar ou comprar recursos a partir delas. Se você é especialista, comece a construir sua própria inteligência artificial.;

3. Invista no seu futuro

Estamos apenas na primeira onda da era das máquinas. Pegue alguns cursos do edX, Coursera ou até mesmo da Khan Academy para se tornar proficiente e não ficar para trás.

Nenhum líder está a salvo da rápida mudança que acontece aqui e agora na era dos algoritmos. As empresas se transformam em ritmo acelerado e não há tempo para se divertir. Aprenda como usar a tecnologia para desenvolver suas habilidades humanas ou você pode correr o risco de ser substituído completamente.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

O post 4 funções que podem ser feitas pelas máquinas apareceu primeiro em Forbes Brasil.

ver Forbes Brasil
#carreira
#empresa
#inteligência artificial
#profissão
#decisão
#máquina
#recurso
#tendência
#criatividade
#função
#insight
#executivo
#transformação
#operacional
#companhia
#cargo
#fábrica
#diretoria
#atividade
#artificial
#machine learning
#empatia
#padrão
#ferramenta
#inteligência
#machine
#trabalho
#operação
#tecnologia
#indústria
#negócios
#c-level
#cultura
#barry libert
#megan beck