Facebook restringe Live três meses depois de atentado na Nova Zelândia

Photo of Facebook restringe Live três meses depois de atentado na Nova Zelândia
Facebook
VKontakte
share_fav

Três meses após a transmissão ao vivo dos atentados na Nova Zelândia, o decidiu implementar medidas de controle e anunciou que, a partir desta quarta-feira, proibirá o uso do aplicativo Live, que permite a transmissão de vídeo em tempo real, a qualquer usuário que violar as regras da rede social sobre organizações ou indivíduos perigosos. A medida será adotada a partir do momento em que for detectada uma publicação vinculada a um ato violento ou discurso de ódio. É uma das medidas das redes sociais contra a disseminação de conteúdo perigoso, campanha à qual o Twitter aderiu ao anunciar que vai redirecionar as pesquisas contra vacinas a links de autoridades sanitárias que explicam os danos dessa atitude para a saúde individual e pública (ver mais detalhes no box abaixo).

ver El País
#redes sociais
#doenças
#medicina
#atentados terroristas
#medicina preventiva
#vacinas
#vacinação
#twitter
#telecomunicações
#comunicações
#facebook
#internet
#terrorismo
#empresas
#saúde
#problemas sociais
#movimento anti-vacina
#sociedade
#economia