Justiça Federal bloqueou R$ 32,6 milhões de Temer, Lima e sócio

Facebook
VKontakte
share_fav

A 12ª Vara Federal de Brasília determinou o bloqueio de R$ 32,6 milhões do ex-presidente Michel Temer, de seu amigo João Baptista Lima Filho, conhecido como Coronel Lima, e de Carlos Alberto Costa, sócio de Lima.

As informações foram publicadas pelos jornalistas Andréia Sadi e Marcelo Parreira no portal G1 nesta 5ª feira (9.mai.2019).

A decisão foi tomada pelo juiz federal Marcus Vinicius Reis Bastos em 29 de abril, mesma data em que o magistrado aceitou a denúncia contra o ex-presidente.


O bloqueio dos R$ 32,6 milhões foi 1 pedido inicial do MPF (Ministério Público Federal). Incide sobre as contas bancárias dos 3 réus. O mesmo valor também foi bloqueado nas contas das empresas em que o Coronel Lima é sócio. Entre elas, a Argeplan Arquitetura e Engenharia.

O juiz também determinou que imóveis e veículos dos réus se tornem indisponíveis, isto é, não possam ser vendidos.

O ex-presidente é investigado por desvios de R$ 1,8 bilhão nas obras da Usina Nuclear de Angra 3.

Paralelo aos bloqueios, o TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região), decidiu suspender o habeas corpus concedido a Temer e ao Coronel Lima. A previsão é que o ex-presidente se apresente à justiça nesta 5ª feira (9.mai) e volte a ficar preso.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#ex-presidente
#michel temer
#justiça
#12 vara federal em brasília