Notre-Dame de Paris é uma obra-prima que inspirou as artes

Photo of Notre-Dame de Paris é uma obra-prima que inspirou as artes
Facebook
VKontakte
share_fav

A catedral de Notre-Dame, parcialmente devastada por um incêndio na segunda-feira, inspirou Victor Hugo, mas não apenas ele: o templo está muito presente nas artes, literatura, mas também no cinema, comédia musical, balé ou pintura.

Literatura

Além do romance de Victor Hugo “Notre-Dame de Paris” (1831, popularizado como ‘O Corcunda de Notre-Dame’), Gérard de Nerval cantou Notre-Dame em uma de suas “Odelettes”. “Notre-Dame é muito antiga: nós a veremos, talvez, enterrar a Paris que ela viu nascer”, escreveu o poeta.

Em “Ma conversion” (1913), Paul Claudel diz que foi nessa catedral que ele foi atingido por uma “revelação inefável”. “Em um instante meu coração foi tocado e eu acreditei”.

O poeta comunista Louis Aragon também elogiou o monumento em seu romance “Aurélien” e em “Paris 42”. “Quem não viu o sol nascer sobre o Sena ignora o que é esse dilaceramento/ Quando pego no ato a noite falha em si defende-se, desfeito os olhos vermelhos obscenos/ E Notre-Dame sai das águas como um imã”…

Cinema

O romance de Victor Hugo deu origem a nada menos que dez adaptações no cinema e cinco na televisão. O filme mais antigo, “La Esmeralda”, de Alice Guy e Victorin Jasset, data de 1905.

Um dos mais conhecidos é “Notre-Dame de Paris” de Jean Delannoy (1956), com Gina Lollobrigida e Anthony Quinn, com roteiro de Jean Aurenche e Jacques Prévert. Sem esquecer, claro, de “O Corcunda de Notre Dame”, dos estúdios Disney (1996), uma animação livremente inspirada por Victor Hugo.

O ator inglês Idriss Elba anunciou no ano passado que realizaria para Netflix uma adaptação contemporânea do romance, no qual ele interpretaria Quasimodo.

Notre-Dame de Paris também aparece como pano de fundo em muitos filmes, incluindo “Meia-noite em Paris”, de Woody Allen, “O Fabuloso Destino de Amelie Poulain”, de Jean-Pierre Jeunet, ou “Charada” de Stanley Donen.

Teatro, ópera, comédia musical

Notre-Dame de Paris inspirou ainda balés, inclusive “La Esmeralda” do mestre francês Jules Perrot, com música do italiano Cesare Pugni, criada no Her Majesty’s Theatre de Londres em 1844. Este balé passou por várias versões, especialmente na Rússia.

O balé “Notre-Dame de Paris” do coreógrafo francês Roland Petit foi criado em 1965 na Ópera Nacional de Paris com música de Maurice Jarre e figurino de Yves Saint Laurent, “coloridos como os vitrais de uma catedral”, lembrou à AFP Sylvie Jacq-Mioche, historiadora da dança.

A primeira ópera, “La Esmeralda”, da compositora Louise Bertin, estreou em 1836 em Paris. Victor Hugo havia escrito o libreto, mas a ópera provou ser um fracasso. Duas outras óperas com o mesmo nome foram criadas, mas não são muito conhecidas.

Em 1978, Robert Hossein montou o espetáculo “Notre-Dame de Paris”.

Finalmente, verdadeiro sucesso, o musical “Notre-Dame de Paris”, criado em 1998 por Luc Plamondon (letras) e Richard Cocciante (música), interpretado por Hélène Segara, Garou, Daniel Lavoie e Patrick Fiori, percorreu mais de 20 países e adaptado em nove idiomas. Em janeiro comemorou sua 5.000º apresentação.

Pintura

Entre as obras mais famosas, “Le Sacre de Napoléono”, tela de quase dez metros por seis, realizado entre 1805 e 1807 por Jacques-Louis David, o pintor oficial de Napoleão, representa a sua coroação em Notre-Dame.

Habitado por temas religiosos e oníricos, Marc Chagall foi muito inspirado por Notre-Dame para ilustrar sua visão poética de Paris, enquanto Maurice Utrillo, que muito ilustrou em suas matizes de cinza a melancolia de Paris, muitas vezes mostrou Notre-Dame com o Sena fluindo ao lado.

A pintura emblemática de Eugène Delacroix, “La liberté guidant le peuple” (“A liberdade guiando o povo”), celebrando a insurreição de 1848, mostra à distância as duas torres de Notre-Dame.

Videogame

O jogo de videogame “Assasin’s Creed Unity” (2014) coloca no centro de sua trama a catedral, saqueada pela Revolução de 1789, mas lindamente modelada pelos estúdios da Ubisoft.

Os youtubers Norman e Squeezie compuseram um videoclipe em homenagem, “Assassin des templiers”, produzido pela Ubisoft com mais de 60 milhões de visualizações.

ver EXAME
#literatura
#artes visuais
#cinema
#vip estilo de vida
#catedral de notre-dame de paris