Começo do fim? Julgamento do caso Apple vs. Qualcomm começa hoje

Photo of Começo do fim? Julgamento do caso Apple vs. Qualcomm começa hoje
Facebook
VKontakte
share_fav

Eu proponho-lhes um exercício: vamos voltar no tempo, mas precisamente para o início de 2017. Naquela época, acompanhávamos o início de uma batalha judicial sem precedentes para a Apple contra uma de suas, até então, fiel escudeiras: a fabricante de chips Qualcomm.

Se por algum motivo você desconhece o caso entre as duas gigantes da tecnologia, vale a pena conferir nossos artigos sobre as diversas etapas desse imbróglio que já envolveu consumidores e outras fornecedoras da Apple, além do banimento de gadgets da Maçã na Alemanha por um tempo.

Tim Cook vs. Steve Mollenkopf

É claro que uma queda de braço dessa magnitude casaria efeitos colaterais tão desagradáveis quanto o próprio processo, principalmente entre os CEOs1 das duas gigantes. Nesse sentido, o The Wall Street Journal publicou um relatório2 investigando não só a batalha judicial, mas a relação entre os diretores executivos.

Segundo o WSJ, no ano passado os dois se reuniram no Apple Park para discutir a batalha judicial, que escalava-se cada vez mais rapidamente. Naquela ocasião, Mollenkopf teria suspeitado que a Maçã apoiou a tentativa da Broadcom de comprar a fabricante de chips.

O relatório também relembra o início da parceria entre a Apple e a Qualcomm para a fabricação do primeiro iPhone, lançado em 2007. Naquela época, o acordo foi feito pelo ex-CEO e cofundador da Maçã, Steve Jobs, que mantinha um relacionamento amigável com o então diretor da Qualcomm, Paul Jacobs. Inicialmente, o acordo era envolvia o pagamento de US$7,50 por iPhone à Qualcomm.

No entanto, quando Cook se tornou CEO da Apple, em 2011, o tom das negociações mudou e ele pressionou o conselho da Maçã para reformulá-lo. De acordo com pessoas familiarizadas com os acordos, Cook considerava “inoportuno” que a Apple pagasse à Qualcomm mais do que qualquer outro licenciado do iPhone, o que certamente não agradou a fabricante de chips.

Mollenkopf até tentou amenizar a situação pública entre as empresas afirmando que ambas estavam prestes de chegar a um acordo fora dos tribunais. A Apple, no entanto, contestou essa informação diversas vezes, deixando o CEO da Qualcomm como o “doido” dessa história.

Processo bilionário

O principal caso entre a Qualcomm e a Apple será julgado nesta semana e ambos os diretores das companhias deverão testemunhar. Os argumentos iniciais começaram hoje em um tribunal de San Diego e, de acordo com alguns rumores, Cook concordou em testemunhar pois está “tremendamente frustrado com as práticas de licenciamento da Qualcomm”.

O nível de atenção de Cook com o processo é diretamente proporcional ao impacto financeiro dessa batalha nos bolsos da Qualcomm, caso seja definido que a fabricante cobrou indevidamente royalties por suas patentes. Mais precisamente, a Apple e quatro de suas principais fornecedoras estão pedindo, em conjunto, US$30 bilhões em danos e outros pagamentos da Qualcomm.

Isso torna o caso entre as gigantes da tecnologia o maior desse tipo de todo o mundo, superando até mesmo os maiores casos de infrações de patentes e antitruste anteriores, como divulgado pelo The Financial Times3.

A Qualcomm, por outro lado, nega as irregularidades e exige US$7 bilhões em pagamentos atrasados da Apple e de suas fornecedoras (que foram ordenadas pela Maçã a encerrarem os pagamentos), além de uma multa bilionária de US$15 bilhões por danos.

Além dos CEOs, o julgamento contará com a presença de outros grandes nomes da gigante de Cupertino, incluindo o COO4 da Apple, Jeff Williams, e Phil Schiller, vice-presidente sênior de marketing mundial da Maçã.

· • ·

Resta-nos acompanhar o desenrolar do julgamento e saber, afinal, quem será a grande acusada dessa história. Nós, é claro, informaremo-nos assim que os resultados dessa batalha judicial forem divulgados.

via 9to5Mac: 1, 2; AppleInsider

ver Mac Magazine
#telefonia
#caso
#tim cook
#qualcomm
#decisão
#processo
#pena
#steve jobs
#chip
#diretor
#royalties
#patente
#batalha judicial
#fornecedora
#fabricante
#steve mollenkopf
#multa
#tecnologia
#dinheiro
#julgamento
#apple
#hardware
#ceo