Bolsonaro: ‘10% não aceitam o fim do horário de verão por causa da cervejinha da tarde’

Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente Jair Bolsonaro disse, nesta 5ª feira (11.abr.2019), que sua equipe fez uma análise nas mídias sociais e identificou que, das pessoas que o seguem, 90% são a favor do fim do horário de verão e 10% são contra.

“Chegou a 90% a aceitação do fim do horário de verão. Os 10% restantes são o pessoal que fala assim: ‘vai atrapalhar minha cervejinha à tarde'”, disse em live no Facebook.

“Eu tenho certeza que vocês não vão ficar sem cervejinha por causa do horário de verão. E você vai arranjar uma maneira de tomar uma cervejinha. O que não é meu caso, né, porque minha esposa não deixa eu tomar cerveja”, completou.


Na live, Bolsonaro estava acompanhado pelo porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, e pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), além de uma intérprete de libras.

Segundo o presidente, na próxima semana será assinado 1 decreto para estabelecer o fim da mudança de horários no verão. Bolsonaro disse que a decisão foi tomada com base em 1 estudo preparado pelo Ministério de Minas e Energia, que está sob o comando do almirante Bento Albuquerque.

“Sempre disseram para nós que há economia. Bem, estudo dele [Bento Albuquerque] diz que não tem mais economia”, afirmou.

O militar ainda afirmou que consultou “o pessoal de saúde da Presidência” e confirmou que o horário de verão “agride” o sistema biológico das pessoas e, consequentemente, a produtividade.

“Eu conversando com o pessoal de saúde aqui da Presidência e eles disseram que sim, que de certa forma muita gente tem seu biológico agredido. Ou seja, as pessoas ficam sonolentas durante o serviço ou ficam acordadas à noite, e há uma certa alteração biológica. E isso influência na produtividade do ser humano ao fim da linha”, disse.

Assista ao momento em que o presidente fala sobre o assunto (2min33s):

Na live, Bolsonaro também negou estar “pouco se lixando” para relação com Congresso, ao rebater informação publicada pela revista Veja de que em encontro com líderes partidários, Bolsonaro “abriu a reunião e passou o bastão para o ministro Onyx Lorenzoni”. “Pelas tantas, se levantou, foi ao seu computador e lá ficou, entretido. Só voltou a falar para dar tchauzinho”, diz o texto.

Assista à live completa (35min24s):

ver Blog do Fernando Rodrigues
#redes sociais
#horário de verão
#minas e energia
#porta-voz da presidência
#governo
#cerveja
#jair bolsonaro
#live no facebook
#almirante bento albuquerque
#major vitor hugo
#otávio rêgo barros