Crítica | Shazam é o filme mais engraçado e leve da DC

Photo of Crítica | Shazam é o filme mais engraçado e leve da DC
Facebook
VKontakte
share_fav
DC aposta em novo super-herói enquanto medalhões ficam de lado

Embora seja pouco conhecido, se comparado com Batman, Super-Homem ou Mulher Maravilha, Shazam tem grande importância no universo da DC. Mas no cinema o herói não havia sido nem mencionado. Ainda que ele já tenha participado da Liga, o filme da própria Liga passou, sem vermos Shazam. Mas parece que o filme chegou em um bom momento, tanto para a audiência, quanto para a DC e o herói.

Isso por conta da atual situação dos filmes da DC no cinema. Com a saída de Ben Affleck e a provável saída de Henry Cavil, os principais rostos dentro deste universo é de Jason Momoa e seu Aquaman e a querida Gal Gadot, que fez grande sucesso com Mulher Maravilha e terá seu segundo filme lançado no ano que vem. Assim, Shazam chega para se tornar uma peça fundamental na nova estrutura da DC.

Shazam é um filme de origem



Para começo de conversa, estamos novamente diante do nascer de um novo herói. Mesmo que para muita gente este tipo de filme tenha cansado, em Shazam é necessário. Não faria sentido colocar o personagem no uniforme ridículo que ele tem sem explicar seu background. Billy Batson (Asher Angel) é um garoto que se perdeu de sua mãe e vive em busca de encontrá-la novamente. Morando de casa em casa com pais adotivos diferentes, um dia ele é levado para um local místico, onde encontra um ser mitológico que transfere seus poderes para Billy. Automaticamente a criança de 14 anos passa a ter um corpo de um adulto. Mas o mais impressionante são seus poderes e sua responsabilidade de lutar contra os Sete Pecados Capitais.

Embora tudo que foi descrito acima pareça dramático, Shazam explica a história com cenas hilárias. Não é o humor forçado em meio a alguma situação complicada. É realmente um filme de comédia com o tema de super-herói. Assim, mesmo que tenha que contar a origem dos poderes do Shazam e criar os motivos tristes que a vida de Billy tem, o filme bate forte na diversão com um peso enorme nas cenas engraçadas. Shazam talvez seja o filme mais “Marvelizado” que a DC já fez.

Só que não é por querer copiar a Marvel, mas sim pelo herói ter essa pegada cômica em seu cerne. Sobretudo pelo fato de que ver Zachary Levi interpretando um menino de 14 anos no corpo de um homem com poderes inacreditáveis é algo impagável. Levi tem tudo para ser a nova cara da DC no cinema. Grandes chances de marcar uma era, como vem fazendo Gal Gadot, ou até mesmo atores que hoje trabalham com a Marvel. É o tipo de papel que encaixou perfeitamente com o ator e vice-versa.

Onde não deu certo?

Shazam é o exemplo da nova era da DC no cinema. Um filme que tenta construir seu próprio universo, sem depender de Batman e Super-Homem. Está claro para mim que essa é a nova linha que a Warner quer seguir junto com os personagens da DC. Contudo, este também é o calcanhar de Aquiles do filme. Mas não é por se fechar e não abrir brechas demais para outros filmes da DC dentro dele mesmo. Shazam faz referências pontuais aos demais filmes da empresa, como Batman e Aquaman. Mas é em um momento que tenta fazer uso do Super que o filme me perdeu. O que a DC e a Warner fizeram mostra que os papos com Cavil não estão nada bons. A cena em questão acaba sendo desnecessária.

Outro ponto negativo é um momento que pode virar um grande spoiler, então não darei detalhes. Certamente é uma cena que poderia ser utilizada em um Shazam 2, que acabou tirando um pouco da importância de Billy Batson perante as dificuldades que ele enfrenta no filme.

Shazam é divertido, engraçado e heroico

Sem dúvida alguma Shazam tem tudo que precisa para um filme de super-herói dar certo e ele crava com força seu espaço neste hall já lotado de grandes personagens. Tecnicamente quase impecável, com um roteiro bem interessante, o filme nos surpreende em vários momentos. Tanto pelo bem quanto pelo mal. Mas no geral a experiência é realmente muito boa. Sinceramente nunca imaginei que poderia ver um filme da DC tão engraçado, dada a direção que os demais longas tomaram até agora, mais sombrios.

Mas a DC acertou, em cheio. E é o segundo acerto, uma vez que Aquaman deu muito certo tanto em crítica quanto em público, se tornando um recorde. É muito importante notar também o quanto a DC e Warner estão acertando em seus diretores. James Wan com Aquaman foi incrível. Agora David Sandberg também com Shazam. Ambos diretores de filmes de terror que encontraram nos heróis uma nova forma de se expressar. Assim, o time da DC, que parecia um pouco perdido, vai se encontrando e firmando um novo espaço neste agitado mundo dos heróis no cinema.

O post Crítica | Shazam é o filme mais engraçado e leve da DC apareceu primeiro em Combo Infinito.

ver Combo Infinito
#destaque
#críticas
#batman
#super-herois
#superman
#mulher-maravilha
#warner
#shazam
#todas
#super-homem
#filmes-dc
#cinema
#zachary-levi
#novo-filme-dc
#universo-da-dc
#analise-shazam
#assistir-shazam
#baixar-shazam
#critica-shazam
#review-shazam