Engenheiro processa chefe em R$7 milhões por soltar pum no escritório

Photo of Engenheiro processa chefe em R$7 milhões por soltar pum no escritório
Facebook
VKontakte
share_fav

O engenheiro australiano David Hingst, de 56 anos, processou a empreiteira para a qual trabalhava porque acusa o antigo chefe de “soltar pum” o tempo todo na sala sem janela que dividiam. Ele diz que o ex-colega fazia isso deliberadamente como forma de bullying.

Segundo o site Daily Mail, em uma ação anterior, o juiz não considerou o fato como bullying. Mas, nesta semana, o profissional voltou a entrar na justiça e pede US$ 1,8 milhão (aproximadamente R$ 6,9 milhões) como indenização.

“Eu sentava virado para a parede, ele entrava na sala e soltava pum. Depois saia. Fazia isso cinco, seis vezes por dia”, disse Hingst ao site AAP. Ainda de acordo com a imprensa local, o engenheiro perdeu a primeira ação porque o juiz considerou que ele também praticava bullying com o colega, já que o chamava de “Sr. Fedido” e jogava spray no ar na frente de todos.

Fechar X
ver Virgula
#processo
#escritorio
#bullying
#pum
#inacreditável
#trabalho
#bullying corporativo