Comer um punhado de nozes por dia melhora as funções cerebrais, diz estudo

Photo of Comer um punhado de nozes por dia melhora as funções cerebrais, diz estudo
Facebook
VKontakte
share_fav

O consumo contínuo de castanhas pode ser a chave para manter sua mente sadia ao longo dos anos, inclusive na velhice, indica um novo estudo publicado no periódico The Journal of Nutrition, Health and Aging.

Pesquisadores da University of South Australia analisaram os efeitos a longo prazo do hábito de comer nozes em quase 5 mil chineses com mais de 55 anos.

Eles descobriram que comer cerca de 10 gramas (equivalente a 2 colheres de sopa) de nozes por dia está associado a uma melhora no raciocínio e memória.

Os pesquisadores notaram que a mesma quantidade de nozes também pode melhorar a função cognitiva de idosos em mais de 60%, em comparação a aqueles que não comiam o alimento. Segundo o estudo, o consumo das nozes afastou o declínio cognitivo natural e esperado com o passar dos anos.

O estudo, baseado em dados na pesquisa sobre saúde e nutrição da China, que coleta dados dos cidadãos chineses por mais de 22 anos, indicou que 17% dos participantes comiam regularmente nozes ― principalmente amendoim, conhecido por seus efeitos anti-inflamatórias e antioxidantes.

“Nozes são conhecidas por serem ricas em gorduras ‘boas’, proteínas e fibras com propriedades nutricionais que podem diminuir o colesterol e melhorar a saúde cognitiva”, informou o médico e pesquisador Ming Li, que liderou o estudo. “Embora não há cura para doenças mentais causadas pela idade, o consumo de certos alimentos pode retardar ou diminuir estes danos.”

A OMS estima que, globalmente, o número de pessoas com demência ultrapassa os 47 milhões. Veja aqui o ranking das castanhas, das mais saudáveis às mais calóricas.

ver The Huffington Post Brasil
#comida
#estudo
#nozes
#castanhas