Norte-americanos esperam mais desigualdade, pobreza e polarização

Facebook
VKontakte
share_fav

Relatório publicado pelo Pew Research Center, dos Estados Unidos, revela que os norte-americanos estão pessimistas em relação ao futuro do país.


De acordo com a pesquisa, 56% estão “um pouco” ou “muito otimistas” quanto ao que pode ocorrer com a nação nos próximos 30 anos, enquanto 44% veem o futuro de maneira pessimista. Sete em cada 10 cidadãos estão insatisfeitos com a situação atual dos EUA.

O levantamento foi feito de 11 a 28 de dezembro de 2018.

O problema se mostra mais profundo quando perguntas mais específicas foram feitas:

Maioria dos norte-americanos acho que os EUA perderão importância no cenário mundial e que a diferença entre ricos e pobres crescerá

ECONOMIA

Em relação à economia, mesmo passados mais de 10 anos da recessão, 62% dos norte-americanos esperam que o número de pessoas na classe de renda mais baixa tenha alta até 2050. Já 20% dizem ver famílias de renda média crescerem.

Sobre o padrão de vida, 44% afirmam que cairá nas próximas 3 décadas.

Além disso, 73% dos entrevistados dizem que a diferença entre ricos e pobres aumentará. Do total dos entrevistados, 54% declaram que a economia norte-americana, como 1 todo, será mais fraca.

TRABALHO

O futuro do mercado de trabalho também é objeto de preocupação –37% dos americanos empregados veem a automação (robôs e computadores) como ameaça direta às suas profissões.

Sobre aposentadoria, 42% imaginam não receber os benefícios do seguro social. A mesma porcentagem de pessoas imagina que os benefícios serão reduzidos daqui a 30 anos.

Além disso, 83% dos entrevistados preveem que a maioria das pessoas terá que trabalhar até os 70 anos e 57% acreditam que, por esse fator, pessoas com mais de 65 anos terão 1 pior padrão de vida em relação à atualidade.

A maioria (74%) dos americanos não quer que os benefícios da Previdência social sejam cortados de nenhuma forma. Apenas 25% dizem que as reduções precisam ser feitas.

EDUCAÇÃO

Na pesquisa, foi apontado que 77% dos americanos se preocupam que o governo ofereça educação de qualidade no futuro.

SAÚDE

Seis em cada 10 norte-americanos preveem que a assistência médica será menos acessível em 3 décadas.

Mais de 2/3 dos norte-americanos dizem que fornecer assistência médica de alta qualidade a preços acessíveis deve ser uma prioridade para o governo.

MEIO AMBIENTE

O pessimismo continua para assuntos sobre sustentabilidade. Seis em cada 10 norte-americanos afirmam que as condições do planeta serão piores em 2050. Só 16% acreditam em 1 cenário melhor. Dois em cada 3 americanos estimam uma grande crise energética mundial, que poderá afetar a economia nos próximos 30 anos.

INTERNACIONAL: CHINA COMO SUPERPOTÊNCIA

Seis em cada 10 norte-americanos acreditam que os EUA serão menos importantes no mundo em 3 décadas. Além disso, 53% dizem que a China se tornará a principal superpotência do mundo.

VISÃO POLÍTICA

Dois em cada 3 norte-americanos preveem que o país estará mais politicamente dividido do que no cenário atual. Para 55% dos entrevistados, as soluções dos problemas do país não virão de Washington. Seis em cada 10 acham que o governo fará muito pouco para resolver os problemas.

Há opiniões partidárias diferentes. Para os consultados, cuidados de saúde e gastos com educação encabeçam a lista de políticas que o governo deve tomar para melhorar a qualidade de vida das gerações futuras.

No entanto, as 3 prioridades republicanas –diminuir o número de imigrantes indocumentados, reduzir a dívida nacional e evitar aumento de impostos– não aparecem nas 5 cinco dos democratas.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#pessimismo
#norte-americanos
#estados unidos
#internacional
#padrão de vida nos estados unidos
#pessimismo nos estados unidos