Lula é condenado a 12 anos e 11 meses no caso do sítio de Atibaia

Facebook
VKontakte
share_fav

A juíza federal Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal do Paraná, condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em ação penal que envolve o sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP). Leia a íntegra da decisão.

O ex-presidente, que tem 73 anos, cumpre pena por uma condenação de 12 anos e 1 mês de prisão relacionada ao caso do triplex do Guarujá. Lula está preso na sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba (PR) desde 7 de abril de 2018. As duas condenações somam 25 anos.


Nesta ação, ele foi acusado de receber R$ 1 milhão em propinas das empreiteiras Odebrecht e OAS para reformas do imóvel. O sítio está em nome de Fernando Bittar, filho de Jacó Bittar, 1 amigo de longa data do ex-presidente.

A operação Lava Jato apurou que o sítio teve 3 reformas. A primeira, sob o comando de José Carlos Bumlai, no valor de R$150 mil, a segunda, no valor de R$700 mil, custeada pela Odebrecht e a terceira, no valor de R$170 mil, paga pela OAS. O valor total é de R$1,02 milhão.

Rogério Aurélio Pimentel, ex-segurança de Lula e, como apontado por delatores, o homem de confiança que comandou a obra no imóvel, confirmou os pagamentos feitos pela Odebrecht. O empresário Marcelo Odebrecht também confirmou, em depoimento, que as obras no sítio de Atibaia eram para “pessoa física de Lula“.

A ação que envolve o sítio Santa Bárbara é de suma importância para a 3ª ação penal da Lava Jato contra o ex-presidente, sendo a segunda condenação a que ele é submetido.

Lula ainda é acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por causa de propinas da Odebrecht. As propinas seriam destinadas a 1 terreno que sediaria o Instituto Lula e a 1 apartamento vizinho ao que ele morava, em São Bernardo do Campo.

Após ter 1 pedido de habeas corpus para 1 novo interrogatório no caso de terreno do Instituto negado pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª região), o processo se encontra em fase final e aguarda sentença.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#josé carlos bumlai
#oas
#sítio de atibaia
#lava jato
#lula
#justiça
#odebrechet
#gabriela hardt