AGU pede dados de celulares de clientes que estavam em Brumadinho

Facebook
VKontakte
share_fav

A AGU (Advocacia Geral da União) entrou com pedido na Justiça Federal de Minas Gerais neste sábado (26.jan.2019) para conseguir a relação de assinantes de celulares que estavam na região atingida em Brumadinho, Minas Gerais.


No pedido, a AGU solicita que as operadoras de telefonia móvel sejam obrigadas a fornecer dados sobre os sinais de aparelhos de clientes que estavam na região em que a barragem da Vale rompeu nesta 6ª feira (25.jan).

Segundo o órgão, o pedido visa facilitar a identificação de pessoas que possam estar desaparecidas no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Estado, 299 pessoas ainda não foram encontradas.

Com os dados, será possível constatar as pessoas situadas nas proximidades da mina e quais se conectaram a outras torres de sinal após o ocorrido e, portanto, provavelmente não foram atingidas pelo mar de lama. Também será possível identificar aparelhos que perderam sinal após o rompimento da barragem.

“Essas informações serão importantíssimas para que se possam direcionar as medidas de resgate e amparo às pessoas atingidas e aos seus familiares, bem como reduzir as incertezas com relação aos levantamentos realizados até o momento”, diz o pedido da AGU.

A AGU solicitou que, devido a urgência da situação, as informações sejam enviadas diretamente para os órgãos envolvidos nas operações de socorro e resgate, entre eles as Forças Armadas, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#minas gerais
#agu
#advocacia geral da união
#brumadinho
#governo
#celulares
#justiça
#barragem em brumadinho