5 tecnologias que esperamos ver nos smartphones em 2019

Photo of 5 tecnologias que esperamos ver nos smartphones em 2019
Facebook
VKontakte
share_fav

Muitos lançamentos foram feitos para o mercado de smartphones no ano passado, e podemos dizer que os fãs de tecnologia mobile foram presenteados com várias funcionalidades que apenas ajudaram a melhorar os produtos.

Mas o que está por vir durante todo esse ano? Será que alguma novidade tecnológica que ainda não sabemos como funciona vai surgir? Ou podemos ver uma melhoria do que já existe? Pensando nisso, reunimos neste artigo as novidades que devem dominar o mundo mobile. Confira:

Câmeras estarão dentro da tela

Não há dúvida que o design dos smartphones está mudando, e uma prova disso é a quantidade de celulares que foram lançados em 2018 com o característico notch. Podemos perceber que as fabricantes estão querendo cada vez mais aproveitar a tela. Para isso dar certo, as câmeras frontais estão sendo trocadas de lugar.

Huawei Nova 4 é exemplo básico de tecnologia que pode ser predominante esse ano

As lentes frontais foram colocadas até mesmo dentro dos celulares, e podemos ver isso como funciona graças aos modelos Vivo Nex S e Oppo Find X. Mas não deve ser esta tecnologia que deve predominar o mercado, e sim uma que começou a aparecer nos celulares bem próximo ao fim do ano: a Holy Punch, ou a “tela com buraco.”

Já vimos como isso funcionaria na prática graças a empresas como Samsung, Huawei e Honor, e não nos surpreenderíamos caso mais fabricantes adotassem essa nova tecnologia.

Galaxy A8s acompanha nova tecnologia

Como você pode ver na foto acima, nesse modelo de tela (nomeado de Infinity-O pela Samsung), a câmera fica literalmente como um buraco, permanecendo dentro da tela, e isso permite um melhor aproveitamento da parte frontal do aparelho.

Sendo assim, não se assuste caso veja celulares com este modelo de tela, pois ele deve ser predominante.

Mais lentes, e muito mais megapixels

Enquanto o hardware parece ter sido uma configuração dos smartphones que foi deixada de lado, as câmeras passaram a ser mais relevantes, e isso tem sido um dos aspectos que podem influenciar na compra.

O Google, fabricante da linha Pixel, optou por investir na fotografia computacional, o que deu ao smartphone o título de “melhor câmera que podia estar presente em um smartphone”, mas parece que isso foi adotado apenas por essa empresa.

Samsung entrou na lista de empresa que possuem celular com mais de duas câmeras

Outras fabricantes estão optando por colocar mais câmeras e mais megapixels em seus modelos. A Xiaomi, pioneira em lançar novidades para o mercado de smartphones, anunciou que pretende lançar um celular com uma câmera de 48 MP esse ano, o que deixaria para trás a Nokia, que lançou o Lumia 1020 com uma lente que possui 41 MP.

Quem também perderia o cargo de recordista seria a Huawei, que possui celulares com lentes de 40 megapixels. Muito provável que outros fabricantes invistam no mercado de fotografia mobile. E falando de lentes, parece que a quantidade de câmeras nos celulares vai aumentar.

Huawei também já embarcou no mercado de câmeras triplas

Algumas fabricantes querem colocar cada vez mais lentes em seus smartphones, e para se ter ideia do que estar por vir, já sabemos que a LG está trabalhando para fazer isso acontecer. Após colocar 5 câmeras no LG V40 ThinQ, a empresa registrou uma patente de um projeto de smartphone que possui 16 câmeras.

Ainda não se sabe como ou quando isso seria executado, mas isso dá a entender que a corrida por colocar muitas câmeras em um só modelo está apenas começando.

Carregamento rápido vai ser predominante em smartphones

Não podemos negar que um dos pontos mais relevantes de um celular é a bateria, e principalmente a duração que ela possui. Modelos antigos podiam até ficar muito tempo ativos, mas o tempo de carregamento era simplesmente cansativo.

E qualquer tentativa de melhorar a bateria, para ela carregar mais rápido era implicado pela mudança no design, portanto isso era descartado. Bom, podemos dizer que as altas horas de carregamento ficaram no passado.

Carregamento de celulares já melhorou muito desde a criação de smartphones

Se você possui um iPhone, ele pode ser carregado de 0 a 50% em 30 minutos, mas saiba que você vai ter que pagar pelo carregador que permite que isso seja feito. Caso não o possua, ele vai levar cerca de 3h30 para ficar carregado completamente. O carregamento rápido estava presente no Note 7, e todos nós sabemos o que aconteceu.

A Samsung então trabalhou nessa tecnologia e a nomeou de Adaptive Fast Charging, tecnologia semelhante ao padrão Quick Charge 2 da Qualcomm. Todas essas tecnologias permitem que os smartphones sejam recarregados por completo em pouco tempo, sem comprometer a duração da bateria.

Vários carregadores de smartphones
Uma das novidades é o carregamento via Wirelles

Em 2019, a Qualcomm já está introduzindo um novo sistema de carga tripla que oferecerá até 32 W para carregamento com fio, e 15 W para carregamento wirelles. Para se ter importância desse sistema, o carregador que vem na caixa do iPhone é de 5 W, então podemos dizer que o carregamento vai ser melhorado em circustâncias exorbitantes.

Já o sistema Quick Charge 4+, que promete fornecer até cinco horas de duração em apenas 5 minutos de carregamento, vem crescendo aos poucos, muito provável por conta de um repúdio do Google contra sistemas que aceleram o recarregamento.

Google prefere não aderir ao carregamento rápido

A empresa fabricante da linha Pixel está preferindo o USB-PD, onde a bateria é recarregada por uma tomada que possui uma entrada USB. Outras desenvolvedoras de smartphones estão preferindo o carregamento tradicional, mas nenhuma delas têm deixado o carregamento rápido de lado.

Perceba que apesar de existirem muitas tecnologias, todas as empresas estão correndo no mesmo caminho, e isso deve ser benéfico para o mercado de smartphones. As fabricantes estão se cobrando, e, portanto, esperamos ver novas tecnologias que vão melhorar o carregamento das baterias.

Reconhecimento facial

Apesar de existir há um tempo, esse método de segurança começou a ganhar relevância quando a Apple resolveu aderir ao Face ID. Com isso, mais fabricantes de smartphones Android devem começar a melhorar seus sistemas de reconhecimento facial para torná-los mais rápido e seguro o suficiente para ser usado em pagamentos.

Os antigos sensores de impressão digital foram colocados na traseira dos celulares, para um melhor aproveitamento da tela e uma melhora do design. Sensores de impressão presentes na tela apareceram no final de 2018, e há rumores que o Galaxy S10 conte com essa tecnologia que exclua os sensores de leitura de digital de uma vez.

Reconhecimento facial deve ser tendência no ano novo

A Samsung se uniu a Qualcomm para lançar um smartphone com o novo processador Snapdragon 855, então essa tecnologia de sensor ultrassônico deve ser melhorada.

Não podemos negar que o reconhecimento facial é uma das formas mais prática de desbloquear seu smartphone, e isso vem sendo trabalhado por mais empresas. A Huawei trabalha com o Google para colocar o pagamento via reconhecimento digital na Google Play, então isso deve ser uma das tendências desse ano.

5G compatível com alguns smartphones

Muito se especula sobre uma maior presença do 5G para várias cidades do mundo, pois apesar de já ser uma realidade, ele ainda está presente em poucos lugares.

Graças a um modem desenvolvido pela Qualcomm que permite que os smartphones captem o sinal dessa nova rede, essa implantação deve ser acelerada. Mas deve levar um tempo para isso chegar ao Brasil, não podemos definir uma data.

5G deve finalmente chegar em celulares, e nesse ano

Ainda há um grande um caminho para os brasileiros usarem as altas velocidades do 5G e a baixa latência. As pessoas que comprarem os celulares com o novo processador Snapdragon 855 vão poder desfrutar dos benefícios do 5G, mas o preço desses smartphones não devem ser tão acessíveis, e eles devem ser flagships (topo de linha).

Algumas tecnologias não devem aparecer em 2019

Quando a Samsung anunciou um telefone flexível, uma dúvida surguiu quanto a data de lançamento, já que a empresa coreana apresentou apenas um protótipo e disse que estava trabalhando nesse produto.

Smartphone dobrável da Samsung

Outras empresas como Huawei, Xiaomi, Oppo e LG estão trabalhando em modelos para esse novo mercado.

Fonte: Digital Trends

O que você achou das tecnologias citadas nesse artigo? Acha que elas vão ser predominantes em 2019? Conte pra gente nos comentários!

ver Showmetech
#ios
#android
#qualcomm
#smartphones
#vivo
#huawei
#reconhecimento facial
#mercado mobile
#oppo
#fotografia computacional
#celulares
#mobile
#tecnologia
#novidades
#samsung
#galaxy s10
#lg v40 thinq
#snapdragon 855
#câmeras de smartphones
#tecnologias de 2019
#vivo nex s e oppo find x