Aéreas brasileiras transportaram mais de 103 milhões passageiros em 2018

Facebook
VKontakte
share_fav

As empresas aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018. Comparado com o ano anterior, a alta foi de 4,1%. É o 2º maior resultado da série histórica iniciada em 2000.

Os números são do relatório Demanda Oferta do Transporte Aéreo, divulgado nesta 4ª feira (23.jan.2019) pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Eis a íntegra.


No mercado doméstico, as empresas transportaram 93,6 milhões de passageiros. O número é 3,3% maior do que o registrado em 2017. É o maior resultado nos últimos 3 anos.

No internacional, foram 9,4 milhões de passageiros. O crescimento do mercado foi de 11,9% –a 2ª maior variação dos últimos 8 anos.

Oferta e demanda

Em dezembro de 2018, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, a demanda cresceu 4,1% e a oferta subiu 2,7%. Foram transportados 8,6 milhões de passageiros no mês, 3,2% a mais do que em 2017.

Com 35,7%, a Gol fechou o ano como líder em participação no mercado. Ainda assim, a empresa registrou variação negativa de 1,2% em relação ao acumulado.

Eis as participações de cada empresa consultada:

  • Latam- 31,9%
  • Azul – 18,6%
  • Avianca – 13,4%

No acumulado do ano, a taxa de aproveitamento total ficou 81,3% ante a 81,5% no ano anterior.

Mercado internacional

No acumulado de janeiro a dezembro, a demanda de voos internacionais pelas empresas brasileiras cresceu 16,6%, em termos de RPK (passageiros-quilômetros pagos transportados). A oferta para essa categoria avançou 19,8%.

No último mês do ano, a demanda subiu 21,6% e a oferta, 21,1%. Foram transportados 875 mil passageiros em voos internacionais, o maior nível registrado da série histórica.

Eis a participação das brasileiras na categoria:

  • Latam – 68,5%
  • Azul – 14,6%
  • Gol – 10,8%
  • Avianca – 7,3%
ver Blog do Fernando Rodrigues
#oferta
#voos
#demanda
#agência nacional de aviação civil
#anac
#economia