Prato Feito tem diferença de preço de 255% em Belo Horizonte

Facebook
VKontakte
share_fav

Comer fora de casa está cada dia mais caro. Segundo pesquisa do site Mercado Mineiro, o tradicional prato feito, chamado também de PF, tem custado, em média, R$ 15,79 em Belo Horizonte, um aumento de 3,95% nos últimos seis meses. Mas o preço varia muito de restaurante para restaurante e é possível achar opções para todos os bolsos e gostos. De acordo com o levantamento, feito no último dia 14 em 18 restaurantes que vendem PF na capital mineira, o mais barato sai por R$ 7, no centro da capital, na rua Olegário Maciel. É um prato feito com uma boa porção de feijão tropeiro, arroz, fritas, ovo e linguiça. No local, o cliente pode pagar até menos (R$ 5,50) se tirar o embutido e se contentar apenas com ovo no lugar da ‘carne’.

No bairro União, na região Nordeste de BH, o Mercado Mineiro encontrou o PF “mais caro”. Em um estabelecimento na rua Alberto Cintra, o prato custa R$ 24,90, mas traz uma proposta de menu mais refinada: filé mignon ao molho de vinho do porto, arroz piamontese, fritas e mix de salada.

A diferença de preço entre o mais barato e o mais caro é de 255%, e o que mais interfere no preço é o cardápio, segundo o coordenador do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu. “Uns vêm com churrasco, outros sem. Alguns oferecem salada, outros não. Mas é possível achar comida com higiene e qualidade do mais caro ao mais barato”, afirmou Abreu. Segundo ele, o cliente deve pesquisar e procurar sempre aqueles lugares mais cheios, que indicam comida de boa qualidade.

Região Leste. Pituca do Carmelio, no Santa Efigênia (R$ 12); Bolão, no Santa Tereza (R$ 15).

Região Centro-Sul. Bar Pity, na Savassi (R$ 12,90); Du Carmo Self Service, no Barro Preto (R$ 15); Dona Deja, na Savassi (R$ 18).

ver O Tempo - Economia