Anac autoriza alta de 5,39% para tarifas de embarque nos aeroportos

Facebook
VKontakte
share_fav

O teto das tarifas de embarque, conexão, pouso e permanência nos aeroportos administrados pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) sofrerão alta de 5,3941%.

O valor foi autorizado nesta 4ª feira (16.jan.2019) pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).


A tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 31,27 para R$ 32,95. Já para o embarque internacional passará de R$ 112,83 para R$ 115,82, já incluindo o adicional do FNAC (Fundo Nacional de Aviação Civil) de US$ 18,00 –o que atualmente corresponde a R$ 57,47.

As novas tarifas poderão ser praticadas 30 dias após a divulgação do reajuste pela Infraero. Os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas subiram 3,7456%.

Os valores das tarifas aeroportuárias são pagos aos operadores do setor pelas companhias aéreas, pelo operador da aeronave e pelo passageiro. A tarifa de embarque é a única paga pelo passageiro e tem a finalidade de remunerar a prestação dos serviços, instalações e facilidades disponibilizadas.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#infraero
#agência nacional de aviação civil
#aeroporto
#anac
#aeroportos
#economia
#tarifa de embarque