307 dias sem ela: Polícia Civil diz que assassinos são servidores da Segurança Pública

Photo of 307 dias sem ela: Polícia Civil diz que assassinos são servidores da Segurança Pública
Facebook
VKontakte
share_fav

Fontes do governo do Rio de Janeiro revelaram ao jornal O Dia que a Polícia Civil tem provas de que os assassinos da vereadora eleita pelo PSOL, Marielle Franco, e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes, fazem parte do quadro de funcionários da Segurança Pública do Rio de Janeiro. A notícia saiu no último sábado.

As fontes também afirmam que os assassinos foram contratados por meio de um grupo conhecido como "Escritório do crime", localizado na deep web, camada da internet que não pode ser localizada por servidores tradicionais de busca e que oferece aos usuários sigilo de identidade.

Em dezembro, o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP) escolheu um responsável para trabalhar exclusivamente no caso, que completa 10 meses nesta segunda-feira (14).

Assista ao nosso vídeo sobre o assassinato de Marielle Franco:

Siga a VICE Brasil no , Twitter , Instagram e YouTube .

ver Vice Brasil
#deep web
#investigação criminal
#crime
#notícias
#marielle franco
#quem matou marielle