Apple é processada por suposta infração de patente com o Apple Pay

Photo of Apple é processada por suposta infração de patente com o Apple Pay
Facebook
VKontakte
share_fav

Nem no eterno domingo que compõe os dias entre o Natal e o Ano Novo, o departamento jurídico da Apple tem descanso. A mais nova papelada a aterrissar na mesa dos advogados da Maçã diz respeito a um novo processo — desta vez, de uma empresa do Texas (EUA) chamada Fintiv que diz ter patentes desrespeitadas pela empresa com o Apple Pay, como informou a Bloomberg.

A Fintiv afirma ter uma patente, adquirida de um grupo de inventores coreanos, que descreve o armazenamento e uso de dados de uma “carteira digital” num dispositivo móvel, levando em conta aspectos como endereço de cobrança ou compras online. Ou seja, basicamente uma parte do funcionamento do Apple Pay.

A empresa texana se auto-descreve como uma companhia com mais de “20 anos de experiência”, apesar de ter sido fundada em 2018; ela emprega entre 11 e 50 funcionários e atua nas áreas de pagamentos móveis e marketing, mas não parece ter nenhum produto ou serviço registrado, oferecido ou vendido. Ou seja… é, basicamente estamos lidando com mais uma “patent troll” — uma empresa que existe e lucra basicamente processando outras empresas com base em patentes que ela possa ter.

Segundo a Fintiv, sua patente é infringida em uma série de produtos da Apple, incluindo iPhones, Apple Watches e o app Wallet. O caso será julgado pela Corte Distrital do Oeste do Texas, e os resultados iniciais deverão sair em breve.

via Apple World Today

ver Mac Magazine
#lei
#processo
#apple pay
#patentes
#infração
#software
#dinheiro
#apple
#justiça