8 hábitos que deixam os millennials estressados

Photo of 8 hábitos que deixam os millennials estressados
Facebook
VKontakte
share_fav

Segundo a Associação Americana de Psicologia (APA), os millennials experimentam mais estresse e são menos capazes de administrá-lo do que qualquer outra geração. Mais da metade deles admite já ter acordado durante a noite no último mês devido ao esgotamento.

VEJA TAMBÉM: A millennial que virou chefe no maior fundo hedge do mundo

Não é de surpreender que a geração Y também seja mais ansiosa do que os norte-americanos mais velhos. A APA informou que 12% dos millennials têm um transtorno de ansiedade diagnosticado – quase o dobro da porcentagem dos boomers.

Em uma escala não clínica, um artigo da BDA Morneau Shepell, companhia norte-americana especializada em recursos humanos, descobriu que 30% dos millennials que trabalham têm ansiedade geral, enquanto uma avaliação da American College Health Association (Acha) de 2014 constatou que o problema aflige 61% dos estudantes universitários.

A ansiedade não só prejudica o bem-estar, mas também sabota a produtividade. A avaliação da Acha revelou que os dois principais obstáculos no desempenho acadêmico dos alunos eram estresse e ansiedade, e dois terços dos millennials entrevistados pelo BDA atribuem o declínio do rendimento profissional ao segundo fator.

As fontes da ansiedade da geração millennial podem incluir um mercado de trabalho difícil e dívidas estudantis, bem como causas psicológicas como vício em ambição, crises em relação à carreira e excesso de opções de escolha.

E AINDA:Como as mães millennial têm mudado o mercado de trabalho

Mas até os comportamentos cotidianos podem provocar ansiedade. E, apesar do vigor da juventude, ser um ansioso crônico não é algo sustentável. Ao abandonar práticas diárias maléficas, é possível melhorar o humor e a vida.

Ainda assim, se o aborrecimento, a dor e a diminuição da ansiedade do dia a dia não forem suficientes para largar os maus hábitos, lembre que situações como essa vividas por um longo período podem causar, segundo a Harvard Medical School, doenças cardíacas, enxaquecas, distúrbios respiratórios crônicos e males gastrointestinais.

Veja, na galeria de imagens a seguir, 8 hábitos ruins – e comuns – que instigam o estresse e comprometem o potencial e como se livrar deles:

GettyImages GettyImages GettyImages GettyImages GettyImages GettyImages GettyImages GettyImages

O post 8 hábitos que deixam os millennials estressados apareceu primeiro em Forbes Brasil.

ver Forbes Brasil
#mesa
#carreira
#destaque
#bolsa
#fobia
#mental
#imagens
#humor
#bem-estar
#galeria
#juventude
#café da manhã
#doenças cardíacas
#café
#artigo
#papel
#avaliação
#vida
#universitário
#dificuldade
#ansiedade
#problema
#exercícios físicos
#dor
#clínica
#sono
#mercado de trabalho
#estresse
#revista
#millennials
#cafeína
#irritação
#curto prazo
#dormir
#hábitos
#ruim
#online
#sustentável
#diagnóstico
#sede
#comer
#insuficiente
#desempenho
#pensamentos
#geração
#profissional
#descanso
#americanos
#causas
#escolha
#escala
#transtorno
#sangue
#cotidiano
#gerenciamento
#rendimento
#diário
#comportamentos
#vício
#contribuição
#desidratação
#prática
#tremor
#ferramentas
#regiões
#refeições
#metabolismo
#declínio
#açucar
#sensibilidade
#nervosismo
#granola
#estabilidade
#acadêmico
#vigor
#tarefas
#millennial
#potencial
#universidade da califórnia
#estudante
#distúrbios
#produtividade
#apa
#predisposição
#insulina
#alunos
#crise
#fundamental
#alerta
#aumento
#dívidas
#fome
#colunas
#berkeley
#tecnologia
#energia
#instável
#mercado
#obstáculos
#sensação
#nozes
#prejudicial
#sobrecarga
#tontura
#ambição
#necessidades
#improdutividade
#aborrecimento
#acha
#american college health association
#ansiedade geral
#associação americana de psicologia
#bda morneau shepell
#biológicas
#body e health
#boomer
#calm clinic
#causas psicológicas
#cerebrais
#crônico
#dívidas estudantis
#enxaquecas
#harvard medical school
#necessidades biológicas
#porção
#preocupação excesso
#semelhante