França vive o desafio de uma onda de atos sem líderes e desvinculada de sindicatos

Photo of França vive o desafio de uma onda de atos sem líderes e desvinculada de sindicatos
Facebook
VKontakte
share_fav

A onda de protestos desencadeada neste fim de semana na França por conta do aumento nos preços do combustível serve de alerta ao presidente Emmanuel Macron, que até então vinha superando sem problemas os protestos sindicais relativos às reformas trabalhista e das ferrovias públicas nos seus quase dois anos de Governo. O movimento chamado coletes amarelos —a indumentária fluorescente que os motoristas precisam usar quando saem de seus carros nas estradas—, desvinculado do sindicatos e sem líderes definidos para negociação, interromperam rodovias, estradas e ruas em toda a França. Nos atos, foram contabilizados um morto, 227 feridos e 73 detidos, expondo a dificuldade do Governo francês em lidar com essas manifestações. O balanço político é ainda mais complicado: o Governo estuda um incentivo para a população de menor poder aquisitivo, mas não considera voltar atrás no aumento do combustível.

ver El País
#europa ocidental
#protestos sociais
#energia não renovável
#fontes energia
#mal-estar social
#emmanuel macron
#europa
#frança
#combustíveis
#energia
#problemas sociais
#partidos políticos
#sociedade
#política