Aumento do PIB dos EUA não representa melhora no salário dos trabalhadores

Facebook
VKontakte
share_fav

O salário médio do americano não acompanhou a evolução do PIB (Produto Interno Bruto) dos Estados Unidos nos últimos 9 anos.

De acordo com o Federal Bank Reserve of Saint Louis, a remuneração dos trabalhadores não teve nenhum aumento significativo de 2009 para cá, contrariando as subidas do mercado.


Para o especialista em finanças e colunista da Bloomberg Noah Smith, isso se deve à falta de compromisso das empresas no cumprimento das leis anti-truste.

A maioria das empresas, dada a chance, prefere fazer acordos com seus concorrentes para pagar menos aos seus trabalhadores, evitando disputas salariais“, afirma.

Eis 1 gráfico da Bloomberg:

De acordo com Smith, a estagnação dos salários reflete de maneira extremamente negativa em relação aos jovens americanos e afetam diretamente no pensamento político deles.

A economia continua crescendo, mas os americanos estão achando cada vez mais difícil ser mais prósperos que seus pais“, afirmou o colunista.

O especialista acredita que isso poderá levar o público mais jovem a aderir a ideais socialistas e propostas do partido democrata.

Mais 1 gráfico da Bloomberg:

Smith acredita, no entanto, que o governo federal tem implementado as leis anti- truste com maior afinco nos últimos anos. Empresas de tecnologia como Apple, Adobe, Google e Intel, foram multadas em 2015 por conspirar a cerca do valor que pagariam aos seus funcionários.

Caso semelhante já havia acontecido com a Lucas Filme e a Pixar em 2013 em que ambas empresas foram penalizadas pelo mesmo crime.

As análises apontam que o aumento da livre concorrência sob o ponto de vista financeiro, tende a ser a solução mais adequada para um equilíbrio da relação remuneração do funcionário e lucro da empresa.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#bloomberg
#infográficos
#estados unidos
#economia
#internacional
#economia dos eua
#leis anti-truste
#pib dos eua
#salários nos eua