PEC do Teto deve ser votada no início da tarde; expectativa é de aprovação 'com larga margem'

PEC do Teto deve ser votada no início da tarde; expectativa é de aprovação 'com larga margem'

Bahia Notícias

A Proposta de Emenda à Constitucional que estabelece um limite de gastos públicos para a União deve ter votação iniciada no início da tarde desta segunda-feira (10), no plenário da Câmara dos Deputados. A expectativa de parlamentares baianos que participaram do jantar com o presidente Michel Temer neste domingo (9), promovido para tratar da matéria, é que a proposta será aprovada. O líder do PSDB na Casa, Antônio Imbassahy (BA), inclusive, acredita em aprovação "com larga margem". "Pelo que estamos vendo, vai ser votação com larga margem. Mais de 300 deputados estão conscientes da necessidade de fazer a votação. Lamento que o PT, principal responsável [pela economia do país] queira enganar a população, dizendo que [a PEC] vai tirar recursos da Educação e da Saúde, o que não é verdade", avaliou. O deputado Lúcio Vieira Lima, um dos principais nomes do PMDB na Bahia e no governo federal, tem a mesma percepção sobre a sessão desta segunda. Segundo o parlamentar, certamente apenas o "PCdoB e cia", em referência aos partidos de esquerda, deverão votar contra a PEC do teto dos gastos públicos. "Se não começar a tomar atitude, vamos transformar o Brasil em um Grécia, que quebrou porque os gastos públicos estavam enormes, tinha privilégio de corporações, o Estado não teve capacidade de aguentar a situação, gastava muito mais do que arrecadava", avaliou. Segundo José Carlos Araújo (PR-BA), a votação do projeto já é uma questão fechada para seu partido, que quer a aprovação da proposta. Apesar do posicionamento, Araújo avalia que o "o projeto ainda não está maduro". "Vamos ver como vamos votar, se todo, se em parte", acrescentou.

view Bahia Notícias