Alunos ocupam institutos federais em protesto contra medidas do governo

Zero Hora

Pelo menos dois institutos federais do Rio Grande do Sul registram ocupações de alunos que protestam contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 e a reforma no Ensino Médio. Osório e Alegrete têm estudantes mobilizados divulgando informações e promovendo debates sobre o tema.

Com as aulas suspensas desde a última quinta-feira, os alunos do Instituto Federal Farroupilha Campus Alegrete ocupam o prédio da instituição desde o fim da última quarta. Eles contam com o apoio da direção e da coordenação de assistência estudantil para organizar debates e discussões sobre o corte no orçamento público e a reforma do Ensino Médio. Para a tarde desta segunda-feira, está programada uma caminhada até o centro do município para chamar a atenção da sociedade para estas questões. Nesta terça-feira, as aulas devem ser retomadas.

Leia mais:
Entenda quais são as propostas para mudar o Ensino Médio
Saiba do que se trata a PEC do Teto
O que os alunos pensam sobre a reforma do Ensino Médio

No Campus Osório, no Litoral Norte, a ocupação começou no fim da tarde de domingo. Cerca de 45 alunos passaram a noite no local e, nesta manhã, ganharam o apoio de mais de 350 colegas. O grupo idealizou a mobilização após um evento proposto pelo próprio instituto federal:

— Isso surgiu no último dia 29, quando convidamos os três turnos para que participassem da discussão sobre a medida provisória e a PEC para que cada um pudesse formar a sua opinião — relembra o diretor geral do instituição, Claudino Andrighetto.

Depois do debate, os alunos ainda visitaram alguns pontos da cidade com cartazes para conversar com a população e informá-la sobre as propostas.

Desde ontem, o grupo está no campus e já organizou algumas atividades:

— Definimos um cronograma de debates com especialistas e professores para alertar a comunidade externa — conta a estudante do Ensino Médio Integrado Maria Eduarda Santos de Almeida.

Segundo a jovem, as aulas seguem normalmente, no entanto, os outros alunos estão sendo convidados para participar do movimento, que deve se estender ao longo desta semana.

view Zero Hora