China anuncia redução da burocracia para impulsionar investimento estrangeiro

Folha Vitória Economia

Pequim - A China se comprometeu a reduzir a burocracia e afrouxar regras para investidores estrangeiros com o objetivo de ajudar a impulsionar a economia e conter o declínio do investimento privado. Durante reunião no fim de semana do Conselho Estatal, o gabinete chinês, Pequim disse que iria encorajar o investimento em cuidados médicos, educação, esportes e cultura, além de dar mais autoridade aos governos provinciais para aprovar projetos que não estejam explicitamente proibidos, informou a agência de notícias estatal Xinhua.

Segundo a agência, entre os projetos que podem ser aprovados por províncias estão aqueles relacionados a terminais de container, motores de veículos, transportes urbanos e em canais fluviais internos do país. Multinacionais elogiaram a medida, mas também apontam que em muitos setores os investidores estrangeiros não podem atuar no país.

"Nós esperamos que a China continue a ser um destino atraente para o investimento estrangeiro", disse o premiê Li Keqiang, segundo a Xinhua. "Nós precisamos de investimento estrangeiro para o crescimento econômico."

Cerca de 95% dos procedimentos para registro de investimento deve desaparecer no novo processo, segundo o governo chinês. Investidores estrangeiros, porém, disseram esperar para ver os resultados na prática. O vice-presidente de operações na China do Conselho de Negócios EUA-China, Jake Parker, disse que as medidas podem oferecer "benefícios limitados" às companhias estrangeiras que desejam investir na China e não são ainda as "liberalizações significativas" que ele julga necessárias para impulsionar o investimento estrangeiro no país. Fonte: Dow Jones Newswires.

view Folha Vitória Economia