Engenheira capixaba morre após capotar com veículo em rodovia do Rio de Janeiro

Folha Vitória
Segundo a Polícia Militar, Amanda não usava cinto de segurança no momento do acidente e foi lançada do veículo
Segundo a Polícia Militar, Amanda não usava cinto de segurança no momento do acidente e foi lançada do veículo
Foto: ​Vanderson Garcia/Natividade FM

Na manhã desta segunda-feira (10), foi sepultado, em Guaçuí, o corpo da engenheira civil Amanda Malfacine Riva do Carmo Andrade, de 25 anos, que morreu na manhã do último domingo (9). Amanda foi vítima de um grave acidente na Rodovia RJ 214, na altura do município de Varre Sai, no estado do Rio de Janeiro.

De acordo com informações da Polícia Militar de Varre Sai, Amanda conduzia um Ford Focus, de cor preta, quando teria perdido o controle do veículo em uma curva, e capotou às margens da rodovia. Segundo a PM, a engenheira não usava cinto de segurança, foi lançada para fora do veículo e morreu na hora.

A engenheira civil Amanda Malfacine morreu após o acidente
A engenheira Amanda Malfacine morreu após o acidente
Foto: ​Reprodução

Aos policiais, os amigos contaram que Amanda seguia do sítio da família, na zona rural de Varre Sai, para sua residência, no centro da cidade. Ela estava sozinha no veículo no momento do acidente.

A engenheira, que era funcionária da prefeitura do município, deixa maridos e dois filhos pequenos. Familiares lamentaram uma triste coincidência: Amanda perdeu a mãe quando tinha seis anos, em um acidente automobilístico.

view Folha Vitória