UMA CASA COLORIDA CHEIA DE ESTAMPAS E FELICIDADE

UMA CASA COLORIDA CHEIA DE ESTAMPAS E FELICIDADE

Design Forum

Na casa charmosa de uma decoradora, tons vibrantes, tecidos estampados e borboletas transmitem alegria

Quando mudou para esta casa em São Paulo, a decoradora Silvia Adami estava muito feliz: sua primeira netinha, Sophia, logo nasceria. E ela quis festejar esse belo acontecimento com cores, invenções e muita alegria.

Color 1O que Silvia queria ver sempre que saísse de casa? Muitas plantas na varanda, pintada de turquesa (Sherwin-Williams, ref. 6746*). Já na parede da sala, o azul puro é uma textura da Anil Tintas.

Color 2Para não enxergar o telhado de zinco do vizinho, Silvia encomendou ao artesão Sebastião Gobes a cerca de bambu na parte inferior da janela.

Color 3O cereja (Sherwin-Williams, ref. 6862*) é o pano de fundo para a salinha íntima. Um tapete de bambu cobre as costas do armário que separa o quarto de Silvia desse ambiente acolhedor. Ele ganhou um arremate na parte superior, executado pela Marcenaria Macuco.

Color 4Uma mistura sábia de tons e estampas neste canto da sala de entrada. Tecido da cortina, lustre e cadeiras são da Ethnix.

Além da mistura de cores, a moradia de Silvia Adami se faz também de atmosferas e encantamento. “Acho que é uma lembrança dos tempos em que trabalhei em CASA CLAUDIA. Quando imagino um ambiente, me pergunto o que quero transmitir com ele.” Seu método é a invenção. Peças como uma bolsinha de miçangas e um tapete listrado ganham as paredes como enfeite.

Color 6Mil borboletas – Não é à toa que as borboletas, como a colorida pipa chinesa acima, estão por toda parte na casa de Silvia: elas representam a transformação profunda e a renovação da vida a cada ciclo. É que a decoradora já trocou de endereço mais de 30 vezes ao longo de sua vida. “A cada fase, é como se eu começasse tudo novamente. E eu ainda espero morar num barco em Amsterdã…”, revela. O que ela quer mesmo é somar experiências. “E essa que sou eu agora se sente muito realizada e cheia de vida.” As borboletas estão presentes tanto no seu trabalho como artesã de mosaicos como em tecidos, quadros, bibelôs e caixinhas pelos ambientes. Quando não são elas, vemos libélulas, outro potente símbolo para a alma em evolução.

Color 7As cortinas do quarto foram um dia uma toalha de renda, tingida com folhas de chá. Na entrada do ambiente, sobre a divisória de bambu, estão rosas criadas pelas mãos da mãe.

Color 8A cama de ferro é uma das poucas peças que acompanham Silvia em suas mudanças. O tapete na cabeceira veio de uma loja que ela teve em São Paulo. Colcha da Ethnix. Para estimular o canto da prosperidade na casa, ela usou a fonte com a deusa indiana Lakshmi.

Um tom para cada estado de espírito

O colorido é uma constante no trabalho de Silvia Adami. “Mas também posso fazer uma casa neutra. Nesse caso, lanço mão da luz para dar intimidade aos cantinhos”, conta. Foi o que ela fez no quarto da neta, na casa da filha: deixou o ambiente todo clarinho, como o bebê. “Loirinha de olhos azuis”, diz, sorrindo. Para Silvia, que estudou feng shui nos Estados Unidos, a cor é mais que mera decoração: ela a emprega para conduzir a energia, seja para acalmar, seja intensificar o espaço. “É preciso sabedoria nas misturas. Se a parede da cama pode ter uma nuance forte, a da frente pede algo mais suave e tranquilizador”, ensina.

Matéria publicada pelo portal Casa Claudia em 29 de setembro de 2016

view Design Forum