Operação da PM na Cidade de Deus deixa mais de oito mil sem aulas

O Dia

O Dia

- Incursão na comunidade é um desdobramento de uma ação para encontrar responsável pela morte de um soldado na última sexta-feira -

Rio - A operação da Polícia Militar na Cidade de Deus na manhã desta segunda-feira, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, provocou o fechamento de 12 escolas, quatro creches e cinco Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs), de acordo com a Secretaria Municipal de Educação. As unidades atendem 8.064 alunos no turno da manhã, que ficaram sem aulas. De acordo com a Pasta, o conteúdo perdido, será reposto.

O confronto na região teve início quando policiais que patrulhavam a região na manhã desta segunda-feira foram recebidos a tiros por criminosos, por volta das 6h30, na região da Quadra 15, de acordo com o comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). A Estrada Miguel Salazar Mendes de Morais chegou a ser interditada por um tempo por conta do confronto.

Buscas estão em andamento e o policiamento foi reforçado pelo 18º BPM (Jacarepaguá). Até o momento, não há informações sobre feridos, prisões ou apreensões, de acordo com a polícia.

A incursão na comunidade é um desdobramento de uma ação da PM iniciada na última semana. Na última sexta-feira, o soldado André de Jesus Silva, de 36 anos, foi morto em uma troca de tiros com traficantes locais e agentes buscam os responsáveis pela ação.

Policiais do 18º BPM (Jacarepaguá) e do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs já fizeram operações no local, mas ninguém foi preso.

Na ocasião, o policial chegou a ser socorrido e encaminhado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas não resistiu. O corpo de André foi enterrado neste domingo, em Volta Redonda.

view O Dia