FGV: Grupo Alimentação foi o que mais contribuiu para queda de IPC-S

Correio Braziliense - Economia

O grupo Alimentação, que passou de -0,14% na quarta quadrissemana de setembro para -0,01% na primeira leitura de outubro, foi o que mais contribuiu para o resultado do Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S), divulgado nesta segunda-feira (10/10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).Nesta classe de despesas, a FGV destacou o comportamento do item carnes bovinas (2,08% para 2,80%). O indicador geral subiu 0,12 ponto porcentual, de 0,07% para 0,19% entre os dois períodos.Dentre as outras cinco classes de despesas que registraram acréscimo em suas taxas de variação, a FGV destacou o comportamento dos itens gasolina (-1,23% para -0,64%) no grupo Transportes, eletrodomésticos e equipamentos (-0,26% para -0,10%) em Habitação, medicamentos em geral (0,15% para 0,22%) na classe de despesas Saúde e Cuidados Pessoais, roupas (0,30% para 0,48%) no grupo Vestuário, e mensalidade para TV por assinatura (0,18% para 0,38%) em Comunicação.

view Correio Braziliense - Economia