PT: o passado de uma esperança, por Aldo Fornazieri

PT: o passado de uma esperança, por Aldo Fornazieri

Blog do Luis Nassif

Categoria:

Partidos

PT: o passado de uma esperança

por Aldo Fornazieri

Na medida em que o debate político nunca é inteiramente racional e é impossível que o seja, sempre é recomendável que se reafirmem pressupostos como salvaguardas, mesmo sabendo que eles, no mais das vezes, são ignorados deliberadamente pelos críticos. Então, aqui, estão alguns pressupostos: o impeachment foi golpe; a derrota do PT nas urnas não anula o fato de que foi golpe; o golpe foi articulado por setores do Judiciário, da mídia, do empresariado e do meio político; a Lava Jato perdeu seu conteúdo republicano ao tornar-se unilateral e tendenciosa, punindo uns e não investigando outros; a Lava Jata promoveu ações politicamente orientadas e persecutórias, visando destruir politicamente o PT; o juiz Moro quer impedir a candidatura de Lula em 2018 etc., etc., etc.

Nada disso, no entanto, isenta o PT de suas responsabilidades e de seus erros gravíssimos. A soma dos reveses que o PT sofreu nesses dois últimos anos indicam que o partido se retira do cenário da história brasileira na condição de partido significativo e influente debaixo de muita “lambada”(pancada) merecida, no dizer de Olívio Dutra. Claro que sempre é temerário fazer previsões em política, pois estas, e levando-se em conta que a política é uma das atividades humanas mais imprevisíveis, deveriam ser reservadas aos deuses. Mas então que se fale do presente: as urnas deixaram o PT, em ternos de números de prefeituras, vereadores e votos, na franja inferior dos partidos médios. Ou seja, o PT está mais para partido pequeno do que para partido médio.

leia mais

view Blog do Luis Nassif