Samsung interrompe fabricação do Galaxy Note7

Samsung interrompe fabricação do Galaxy Note7

Canaltech

Após vários relatos de que as unidades de substituição do Galaxy Note7 estavam explodindo, a Samsung decidiu, neste fim de semana, por interromper a fabricação do phablet. A informação foi ventilada por uma fonte anônima no fim de semana e confirmada pela Samsung nas primeiras horas desta segunda-feira (10).

Desde que chegou às prateleiras no meio de agosto deste ano, o Galaxy Note7 apresentou problemas de superaquecimento da bateria, o que eventualmente levava o aparelho a pegar fogo e explodir. Para lidar com o problema, a empresa anunciou um recall no mês passado para trocar os aparelhos defeituosos e/ou devolver o dinheiro dos compradores.

Embora tenha afirmado reiteradamente que os problemas de superaquecimento haviam sido solucionados, surgiram relatos dizendo o contrário. Durante um voo nos Estados Unidos, o Note7 pós-recall de um passageiro começou a esfumaçar e todos os passageiros tiveram de sair do avião por motivos de segurança. Ainda nos EUA, duas pessoas foram parar no hospital por queimaduras e mal-estar por inalação de fumaça após o phablet pegar fogo.

Neste domingo, dia 18, frequentadores de uma loja do Burger King na Coreia do Sul filmaram mais um Galaxy Note7 fritando sobre a mesa do restaurante. No vídeo, uma funcionária da loja tenta pegar o aparelho para tirá-lo dali.

Por tempo indeterminado

Diante de todos esses relatos e a iminência de um segundo recall, a Samsung optou por interromper a produção do Galaxy Note7. Oficialmente, a decisão foi tomada em cooperação com autoridades de segurança da Coreia do Sul, China e Estados Unidos e não significa que o aparelho deixará de ser fabricado em definitivo.

Ao invés disso, a companhia fala em uma parada por tempo indeterminado para determinar se existe "problemas de segurança no produto" para tomar "as medidas aprovadas [pelos órgãos de segurança] para resolver o problema".

Operadoras suspendem vendas

Nos Estados Unidos, AT&T e T-Mobile já haviam anunciado a suspensão das vendas do Galaxy Note7 em suas lojas. Depois dos novos relatos de incidentes e a suspensão da produção do aparelho, foi a vez de a Verizon anunciar que está deixando de oferecer o aparelho em suas lojas.

Dessa forma, o smartphone da Samsung não pode mais ser encontrado em nenhuma grande operadora dos Estados Unidos e, praticamente, está fora de linha.

No Brasil, o Galaxy Note7 não chegou a ser lançado e, do jeito que as coisas andam, é pouco provável que ele desembarque por aqui.

Via Yonhap, PhoneArena (1) (2)

view Canaltech