Westworld: Episódio 2 – Enigmas e mistérios pautam esse capítulo

Westworld: Episódio 2 – Enigmas e mistérios pautam esse capítulo

Combo Infinito

No primeiro capítulo de Westworld, já entramos com tudo dentro daquele universo, com o pau quebrando, com poucas explicações. No segundo capítulo, as coisas mudaram um pouco, isso porque a série nos apresenta um novo convidado que entrará pela primeira vez no parque temático.

Os Bastidores

Pela primeira vez acompanhamos um pouquinho dos bastidores do parque. Como os convidados chegam às instalações, como eles são abordados pelas funcionárias, como funciona a pré entrada (roupas, acessórios, armas) e finalmente como entram ao trem que os levam para Westworld.

É estranho você encarar os bastidores, pois parece perder um pouco a magia criada no parque, porém é crucial para que entenda o verdadeiro objetivo disso tudo, dito no primeiro e reforçado nesse episódio – você pode ser quem você quiser.

Ao adentrar em WestWorld, o novo convidado William (Jimmi Simpson), é direcionado pelo seu amigo veterano (Ben Barnes), que tenta soltar sua mente para aquele universo. William por sua vez, ainda não consegue entender as diretrizes que movem o parque e por isso se inibe em suas ações. Detalhe importante dito pelo seu amigo foi quando mencionou que cada personagem que tenta interagir com você, tem um papel especial na narrativa, que o leva para aventuras diferentes – mais uma vez um paralelo forte com os games e suas quests.

Os mistérios se intensificam

westworld-episodio-2-misterios

Um dos grandes méritos da série até agora é manter em alta os grandes mistérios, não da narrativa, mas sim dos personagens. Dificilmente você consegue definir a personalidade de cada um, muito até dos próprios anfitriões (robôs).

O núcleo principal da série está recheado de personagens enigmáticos que não demonstram abertamente suas intenções. Vimos nesse capítulo, uma conversa particular de um dos principais funcionários do parque, Bernard (Jeffrey Wright), com Dolores (Evan Rachel Wood), a robô mais antiga do parque e a que parece ser a chave das falhas que vem acontecendo nos androides. Meu palpite é que Bernard está buscando uma maneira de sabotar aquela narrativa usando dolores como peça articuladora para seu plano, agora o motivo disso tudo ainda é uma incógnita.

Também vimos “o criador“, Robert Ford (Anthony Hopkins) conversando com uma criança, ainda sem sabermos o que realmente isso significa. Pode ser que tenha a ver com o próprio passado de Ford, o qual está planejando colocar em sua nova história, que mesmo não sabendo o que esperar, vimos uma espécie de estrutura que parece um túmulo ou algo religioso, por ter uma cruz na ponta.

Outro mistério que nos deixa pensativos é o fato de um dos convidados, Ed Harris, estar obcecado atrás de um labirinto que, segundo ele, o fará permanecer para sempre em WestWorld. Também tivemos o conhecimento que ele está há mais de 30 anos frequentando o parque e que segundo os funcionários da produção, ele tem carta branca para agir do jeito que julgar necessário.

Os Olhares de Dolores

westworld-episodio-2-dolores

Se tem um personagem nessa série que dá gosto de ver, esse é Dolores. A garota sempre está em evidência e faz tudo parecer mais interessante. Uma das principais marcas da série são seus olhares fixos, penetrantes e misteriosos, que nos deixam sempre com a pulga atrás da orelha e nos fazendo perguntar o que realmente aquilo significa.

A mocinha da história, como foi citada pelos funcionários, sempre participa dos principais acontecimentos e nesse episódio teve uma visão de todas as pessoas mortas no parque – agora não sabemos se aquilo aconteceu e ela está lembrando, ou foi algo implantado em sua memória por Bernard. Digo isso porque no final do episódio, a garota é direcionada a um local (direcionada porque parece estar recebendo um comando externo) e desenterra uma arma, a qual faria sentido se fosse verdadeira, o que poderá desencadear acontecimentos trágicos dentro do parque

Que ela é peça chave do jogo, isso nós já sabemos, mas como funcionará a mecânica disso tudo, só descobriremos ao longo da jornada. Mas digo sem medo que, mais uma vez, a série mantém a sua qualidade, e consegue nos prender com ideias e conceitos muito interessantes.

view Combo Infinito