Morre Peninha, percussionista que colocou balanço no rock BR

Morre Peninha, percussionista que colocou balanço no rock BR

Virgula
Peninha, percussionista do Barão Vermelho

Reprodução/Facebook Peninha, percussionista do Barão Vermelho

Leia mais

Peninha, percussionista do Barão Vermelho, morreu nesta segunda-feira (19), no Rio, aos 66 anos. Nascido Paulo Humberto Pizziali, Peninha entrou no Barão no primeiro disco da banda sem Cazuza, Declare Guerra, de 1986,

Desde 2013, com o encerramento das atividades do Barão, o músico vinha se dedicando a outros projetos. A causa da morte foi um choque hemorrágico no estômago, ele estava internado para se tratar de uma hepatite C e uma hérnia no abdômen no Hospital da Lagoa.

Percussionista vigoroso e performático, Peninha foi um dos responsáveis por introduzir os grooves brasileiros no rock, algo que a geração de Chico Science retomou dez anos mais tarde.

Antes do Barão, ele ainda tocou com mestres do quilate de Johnny Alf, Gal Costa, Simone e Sivuca.

view Virgula