América-MG vence o Inter na raça e segue com sonho contra a degola

América-MG vence o Inter na raça e segue com sonho contra a degola

Gazeta Esportiva
(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)
(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

Na luta contra o rebaixamento para a segunda divisão, o América venceu o Internacional por 1 a 0, em jogo apertado, na noite desta segunda-feira, em partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. A vitória ainda deixa o time mineiro na última colocação, com 18 pontos. O resultado, no entanto, complica o clube gaúcho que permanece no Z4, com 27 pontos.

A partida mostrou igualdade entre os times, muito pela falta de qualidade técnica nos dois lados. O Coelho, entretanto, foi mais corajoso em alguns momentos, já o Internacional entrou em campo com postura mais defensiva, com três volantes.

Na próxima rodada, o América-MG recebe Botafogo, no Independência, sábado, às 21h (de Brasília). Já o Internacional volta a Belo Horizonte, para encarar o Galo, no domingo, no mesmo estádio.

O JOGO

(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

O América-MG começou o jogo esperando o Internacional. Mesmo jogando em sua casa, os primeiros minutos foram de superioridade do time colocado, trocando passes e esperando a melhor oportunidade. Já o Coelho, esperava e tocava na bola apenas para tirar ela de algum perigo.

Aos quatro, a primeira oportunidade do time gaúcho. Após cruzamento na área, Valdivia arriscou uma bicicleta, mas ela não foi na meta de Fernando Leal. No minuto seguinte, o Internacional chegou mais uma vez, novamente com perigo, em chute que tirou tinta da trave.

O América buscou responder. Com falta no meio de campo, Danilo fez lançamento e a bola passou muito próxima a meta do Internacional. No minuto seguinte, uma nova chance americana, mas, nas duas oportunidades, o time mineiro chegou no contra-ataque e não era dono da partida.

Após os 10 minutos, o América conseguiu dar mais igualdade na partida. O Coelho conseguia segurar a redonda no meio campo e fazer mais passes tendo domínio da partida. Parte disso foi observar que a equipe vermelha tinha três volantes. Já o alviverde atuava no 4-1-4-1, tentando alguma ofensividade com a bola no pé e se recompondo com força quando não tinha.

A partida, no entanto, pecava em qualidade técnica, e isso ficava claro nas oportunidades claras de gol. As duas equipes tinha deficiência na armação de jogadas. Mas na falta de uma cabeça pra pensar o jogo, o América aproveitada os espaços deixados na lateral direita do Inter.

Após os 35 minutos, a partida ganhou em qualidade. Primeiro com o América, com chegada de Matheusinho, a bola tirou tinta da trave. No lance seguinte, o Internacional ofereceu perigo, e Fernando Leal fez boa defesa.

(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

(Foto: Ricardo Duarte/Divulgação)

O América voltou melhor na etapa complementar. O time de Enderson Moreira conseguia dominar mais a partida e não era atacado pelo Internacional. O jogo, no entanto, era ruim tecnicamente, com poucas chances claras, quase nada em criatividade e alguns lampejos de boas jogadas.

Embora não tivesse forças, o Internacional não ficava exposto, por ter três volantes em campo, e com isso não sofreu com chances claras de gol. E com isso, tendo Valdivia em campo, oferecia algum susto e atenção dos defensores alviverdes.

Aos 20, o Internacional chegou com bastante perigo e teve sua melhor oportunidade no jogo. Com boa chegada, o zagueiro Roger tirou a bola na cara do gol e mandou para escanteio. O colorado mostrou crescimento no jogo, mesmo não tendo armadores, mas mostrava velocidade nos contra-ataques sempre com a redonda passando pelos pés de Valdivia.

Aos 24, uma grande chance do Coelho. Cruzamento na área, Ernandes desviou de cabeça, a bola passou ao lado esquerdo do goleiro Danilo Fernandes e foi para fora. Aos 28, Ernandes recebeu a bola na entrada da área, chutou forte e a bola explodiu no travessão. No minuto seguinte, o América aproveitou o erro da saída de bola do Inter e quase abriu o placar.

Com o empate sendo ruim para os dois lados, o jogo ficou aberto, com mais oportunidades, e chegadas perigosas para os dois times.

O empate parecia agradar o Internacional, tanto que Celso Roth tirou Valdivia, um de seus principais jogadores, para colocar Ceará e segurar mais o jogo. Mas se o treinador gaúcho colocou um defensor, Enderson mandou para campo um atacante. E com três minutos surtiu efeito: Michael colocou no fundo das redes e deu números finais.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 1 X 0 INTERNACIONAL

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 19 de setembro de 2016, segunda-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luiz H. Souza Santos Renesto (PR)

Cartões: Anselmo, Artur (Internacional), Michael (América)

Gols: Michael, aos 45 do segundo tempo (América)

AMÉRICA-MG: Fernando Leal; Jonas, Roger, Éder Lima e Gilson (Bruno Teles); Leandro Guerreiro, Juninho, Danilo (Michael), Ernandes e Osman (Matheusinho); Nixon.
Técnico: Enderson Moreira

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Rodrigo Dourado, Fabinho, Sasha (Nico Lopez) e Valdívia (Ceará); Anselmo (Seijas) e Aylon.
Técnico: Celso Roth

O post América-MG vence o Inter na raça e segue com sonho contra a degola apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

view Gazeta Esportiva