Jim Carrey é processado por morte de namorada

Jim Carrey é processado por morte de namorada

Veja

O ator Jim Carrey foi acusado de ter comprado, com um nome falso, as drogas que mataram sua ex-namorada, a maquiadora Cathriona White. De acordo com o TMZ, o processo é movido por Mark Burton, ex-marido da jovem que se matou no ano passado, aos 28 anos.

De acordo com a ação, apresentada na Corte Superior de Los Angeles, o ator teria obtido opiáceos para Cathriona, sabendo que ela tinha tendência à depressão. Três caixas de remédio foram encontradas junto ao corpo, com o nome de Arthur King. Segundo Burton, Arthur seria o codinome de Carrey para comprar remédios de forma ilegal.

LEIA TAMBÉM:
Namorada de Jim Carrey é encontrada morta em Los Angeles
Jim Carrey carrega o caixão de ex-namorada

No processo, o ex-marido de Cathriona afirma que Carrey era obcecado por controlar e manipular a moça, com quem tinha uma relação irregular desde 2012; e que ele podia observá-la através de câmeras de vigilância que ficavam em uma casa de Los Angeles, onde ela permanecia em algumas ocasiões.

Carrey e a Cathriona terminaram o relacionamento poucas semanas antes da moça se matar com uma dose letal de medicamentos controlados. Até o momento, o ator não comentou o processo.

(com agência France-Presse)


Arquivado em:Entretenimento
view Veja