Platini apela novamente para tentar diminuir gancho de seis meses

Facebook
ВКонтакте
share_fav

Com vistas à Eurocopa, Platini tenta reduzir punição para ir a Paris (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

Na semana seguinte ao Congresso Extraordinário que elegeu o novo presidente da Fifa, Michel Platini, candidato favorito ao pleito até outubro – quando foi suspenso pela primeira vez – foi novamente ao tribunal de apelação suíço para tentar uma redução da pena.

Expedido, inicialmente, com oito anos de duração, o gancho foi diminuído para seis anos no último mês após diversas tentativas por parte das defesas tanto de Platini quanto de Blatter. Ambos estão sendo investigados de forma conjunta por uma transação bancária de cerca de R$ 7,7 milhões, datada de 2002.

Com sede em Lausanne, na Suíça, o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) revelou que vai acelerar os processos de revisão a pedido de Platini, que já tem as atenções voltadas para a Eurocopa da França e não gostaria de estar inabilitado durante o evento em sua terra natal.

“Temos, teoricamente, quatro meses para nos pronunciarmos. Mas Michel Platini pediu que uma decisão seja tomada antes do início da Eurocopa. Portanto, teremos que nos adaptar às demandas das partes”, falou o secretário-geral do órgão, Matthieu Reeb, em entrevista à AFP.

Presidente licenciado da Uefa, afastado da função até o fim da sanção, Platini não quer deixar de acompanhar o torneio de seleções europeias entre junho e julho. Por conta disso, entrou com recurso de apelação desde 24 de fevereiro na tentativa de abrandar ainda mais sua pena.

O post Platini apela novamente para tentar diminuir gancho de seis meses apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

посмотреть на Gazeta Esportiva