Antes de clássico, Lucas Lima admite que sofre com marcação individual

Antes de clássico, Lucas Lima admite que sofre com marcação individual

Gazeta Esportiva

No único clássico que o Santos fez em 2016, contra o Palmeiras, Lucas Lima não teve vida fácil com os marcadores (Foto: Ricardo Saibun)

Domingo tem Santos e Corinthians na Vila Belmiro e não será surpresa alguma Lucas Lima atrair uma atenção especial dos jogadores de meio campo do time de Parque São Jorge. O meia santista é o principal articulador e destaque do Peixe. O problema é que o próprio atleta admite que tem dificuldades para se desvencilhar da marcação mais próxima.

“Quando fica um só no pé é mais chato. Não gosto do cara colado onde eu for, dificulta mais. Linha fechada é difícil de penetrar. Tem que ter paciência”, confessou o camisa 20, citando a derrota para o Red Bull Brasil por 2 a 0. “Acabamos pecando em detalhes e perdemos o jogo. Não podemos repetir contra o Corinthians”, avisou.

Dorival Júnior também já percebeu que seu meia não lida com a situação com facilidade e, por isso, tem cobrado uma mudança de postura. “Isso ai tem que mudar. O Lucas já melhorou muito com relação a este aspecto”, comentou o técnico, após o empate por 3 a 3 com o Novorizontino.

Além de ‘sumir’ de alguns jogos, quando acaba sendo vencido pela marcação, Lucas Lima também causa preocupação quando ao seu estado psicológico dentro das partidas. Em 2015, a comissão técnica chegou a conversar em particular com o jogador em função das reclamações em excesso. Neste ano, em sete jogos, Lucas já recebeu dois cartões amarelos e está pendurado. Aliás, atuou assim diante do Red Bull Brasil e perigou ficar de fora do clássico.

“O pessoal me avisa dos cartões, e eu tenho cabeça boa, me policio. Sei que vou sofrer faltas, ter marcação pesada. Eu seguro a bola, proporciona mais faltas. É só ter paciência e cabeça boa. Isso acontece desde o ano passado. Me atrapalhou no começo. Tomava cartões por reclamação. Hoje me concentro para não perder a concentração”, explicou. “A cada jogo me marcam mais forte. Não só eu, como todo mundo. Procuro buscar formas para sair da marcação”, completou.

Na última temporada, com exceção da Copa do Brasil, o Santos não venceu nenhum clássico longe de seus domínios. Mas, diante de seu torcedor, foi imbatível. Para este domingo, Lucas Lima espera manter esta escrita e, apesar do time não viver um grande momento, está otimista para o confronto com o Corinthians, às 16 horas.

“A Vila é nossa casa. Sabemos todos os detalhes do campo. Impressionante como jogamos, a intensidade. Vila lotada. Se Deus quiser, vamos fazer uma grande partida”, concluiu.

O post Antes de clássico, Lucas Lima admite que sofre com marcação individual apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

view Gazeta Esportiva