IPC-Fipe tem alta de 0,89% em fevereiro, ante aumento de 1,37% em janeiro

R7

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação da cidade de São Paulo, teve alta de 0,89% em fevereiro, mostrando desaceleração tanto em relação à leitura de janeiro (+1,37%) quanto comparado à da terceira quadrissemana do mês passado (+1%).

O resultado mensal apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) ficou dentro das previsões de 11 instituições consultadas pelo AE Projeções, de aumento de 0,72% a 0,91%, mas acima da mediana das estimativas, de 0,83%.

No primeiro bimestre, o índice da Fipe acumulou inflação de 2,27%. No período de 12 meses encerrado em fevereiro, a inflação ficou em 10,43%.

Em fevereiro, três grupos de produtos desaceleraram os ganhos na comparação com janeiro. Em Alimentação, a elevação dos preços diminuiu de 2,36% em janeiro para 1,02% no mês passado; em Transportes, de +2,19% para +1,09%; e em Educação, de +7,62% para +0,39%.

Por outro lado, houve aceleração nos preços de Habitação, de +0,64% em janeiro para +0,91% em fevereiro, em Despesas Pessoais, de +0,14% para +0,84%, e nos custos de Saúde, de +0,58% para +0,71%. Além disso, os preços de Vestuário subiram 0,36% em fevereiro, após recuarem 0,39% no mês anterior.

Veja como ficaram os itens que compõem o IPC em fevereiro:

Habitação: 0,91%

Alimentação: 1,02%

Transportes: 1,09%

Despesas Pessoais: 0,84%

Saúde: 0,71%

Vestuário: 0,36%

Educação: 0,39%

Índice Geral: 0,89%

view R7