Geração de fãs de Mamonas não conheceu grupo em vida

Facebook
ВКонтакте
share_fav

Apesar de Mamonas Assassinas ser sua banda predileta, Juliana Barbosa não tem nenhuma lembrança do dia do acidente que vitimou o grupo (veja ao lado). Pudera: em 2 de março de 1996, a estudante pernambucana ainda não existia. Leia mais (03/02/2016 - 02h15)

посмотреть на Folha de S.Paulo - Ilustrada