Promotoria cobra gestão Haddad sobre transporte para deficientes

Folha de S. Paulo

O Ministério Público deu prazo de dez dias para a gestão Fernando Haddad (PT) explicar os motivos de alunos com deficiência faltarem às aulas por corte de vagas no TEG (Transporte Escolar Gratuito). O caso foi noticiado pela Folha nesta terça (1º). Leia mais (03/02/2016 - 02h00)

view Folha de S. Paulo