Aêê! Processo de cassação de Eduardo Cunha é aberto no Conselho de Ética

Aêê! Processo de cassação de Eduardo Cunha é aberto no Conselho de Ética

Brasil Post - Blog

Com voto de minerva do presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PSD-BA), o colegiado abriu o processo que pode culminar com a cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A admissibilidade da representação feita pela Rede e pelo PSol, relatada pelo deputado Marcos Rogério (PDT-RO), só foi aprovada após uma modificação no texto.

O relator retirou do texto final a parte que tratava do suposto recebimento de vantagens indevidas por parte de Cunha e ficou baseada apenas no argumento de quebra de decoro por mentir na CPI da Petrobras, quando disse que não tinha contas no exterior.

A próxima fase do processo será a de instrução, na qual serão analisadas possíveis provas das denúncias.

A partir de agora, Cunha tem dez dias úteis para apresentar sua defesa ao conselho. O parlamentar afirma ser inocente e ressalta não ter cometido nenhuma irregularidade.

Na sua avaliação, há uma tentativa do governo de o calar e retaliar a sua atuação política.

O conselho tentava votar a admissibilidade da representação desde novembro do ano passado. Cunha e aliados manobraram o possível para postergar ao máximo este momento.

O processo de cassação foi iniciado na madrugada do dia em que o Supremo Tribunal Federal decidirá se aceita a denúncia do Ministério Público Federal e torna Cunha réu na Operação Lava Jato.

Só depois de decidir o futuro de Cunha na operação que o Supremo vai julgar o pedido de afastamento do parlamentar da presidência da Casa.

Cunha é investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O Ministério Público o acusa de ter recebido US$ 5 milhões do lobista Julio Camargo. A propina teria sido parte do contrato, feito sem licitação, para instalação de dois navios-sonda do estaleiro Samsung Heavy Industries em 2006 e 2007.

LEIA TAMBÉM:

- STF decide nesta quarta-feira se Cunha se torna réu na Lava Jato

- Argumento de Cunha na maioridade penal vale para saída dele: ‘Clamor da sociedade'

- ASSISTA: Por que eles não querem cassar Cunha? Aliados dão seus motivos

- ‘Agressivo e dado a retaliação', define Janot sobre Cunha

view Brasil Post - Blog